PSB Carapebus oficializa chapa puro sangue e apresenta plano de governo

O partido confirma os nomes de Dona Lourdes para prefeita e de Vivianni Acosta para vice-prefeita - Divulgação

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) de Carapebus oficializou a chapa ‘puro sangue’ para a eleição majoritária de 15 de novembro deste ano. A escolha, que foi ratificada pelos filiados do partido e candidatos ao Poder Legislativo, confirma os nomes de Dona Lourdes para prefeita e de Vivianni Acosta para vice-prefeita. O momento festivo ocorreu 14 dias após a realização da Convenção Partidária.

O partido segue sem coligações com 10 candidatos para concorrer ao pleito deste ano, na eleição proporcional (vereadores). São eles: Jadilson Correia, de Ubás, professora Sumara Zulu, Cleilza Souza, do Assentamento, Eduardo Tavares (Edu Juventude), Edmilson Gomes, Roberto do bar, Elias Lucas, Viviane Peixoto, Abeilard da Pousada e Aliani Reis.

De acordo com candidata à prefeitura de Carapebus, Dona Lourdes, o PSB chegou forte e transparente na cidade, com o objetivo de virar a página, pois há um descrédito da população em relação à política partidária. Para ela é preciso resolver e formular as políticas públicas desta cidade de mais de 16 mil moradores. Ela apontou alguns pilares que vão nortear sua campanha para prefeitura de Carapebus e que estão inclusas no Plano de Governo. A ampliação do atendimento à saúde, educação de tempo integral, emprego e renda, apoio ao produtor rural e ao pescador artesanal, aplicação da A³P (Agenda Ambiental da Administração Pública) e o desenvolvimento humano e social estão entre as metas de execução.

  • Estamos apresentando um Plano de Governo capaz de buscar soluções simples e eficazes para nossos problemas internos e para a promoção do desenvolvimento social como um todo, contribuindo para o bem-estar, para a felicidade e orgulho da comunidade carapebuense, à qual estamos nos apresentando para representar – ressaltou, completando que a escolha da vice para compor a chapa foi certa por sua competência e conhecimento de causa, quando se trata de buscar os direitos do cidadão.

A pré-candidata à vice-prefeita de Carapebus, Vivianni Acosta, que é consultora de Direitos Humanos, disse que na majoritária vai poder fazer muito mais pelos carapebuenses.

  • Me perguntaram se eu desistiria de concorrer ao Legislativo para compor a chapa ‘puro sangue’ na majoritária. Parei, refleti por momentos e percebi que eu poderia fazer muito mais estando no Poder Executivo. E tudo aquilo que já vinha planejando para os cidadãos desta cidade que escolhi para morar se tornariam realidade. Eu conseguiria sim realizar os sonhos da população e da nova geração, com a execução de projetos de inclusão. Todos sabem que a minha maior bandeira são os direitos humanos e isso inclui todos os cidadãos carapebuenses, principalmente, nossas crianças e adolescentes, pessoas com deficiência e os idosos. Então, eu disse sim, aliando-me a Dona Lourdes, outra mulher guerreira que quer o melhor para o cidadão desta terra -, assegurou.

Junto com o pedido do registro de candidatura da chapa ‘puro sangue’, que seguiu para a instância da Justiça Eleitoral mais próxima localizada em Quissamã, o Plano de Governo foi anexado com as metas para a administração 2021 – 2024, que tem o objetivo de apresentar a população o que pretendem fazer durante a administração, em sendo eleitas. A partir de agora (domingo, 27), pela lei eleitoral deste ano, as candidaturas da majoritária e legislativas do PSB de Carapebus passam a valer e as propagandas eleitorais estarão autorizadas, inclusive na internet.

Coligação de sete partidos fortalece a candidatura de Welberth Resende

Coligação de sete partidos fortalece a candidatura de Welberth Resende - Divulgação

Deputado busca apoio de outras correntes para manter a união de aproximadamente 150 pré-candidatos a vereador.

Na corrida eleitoral e cumprindo agendas apertadas para dar conta de todos os compromissos que vem assumindo ao longo de sua carreira política como vereador e depois como deputado estadual, o pré-candidato a prefeito Welberth Resende (Cidadania), disse esta semana que está firme e considerou normal algumas críticas recebidas após ter sido anunciada na sua chapa como pré-candidato a vice, do ex-secretário de Infraestrutura Célio Chapeta (PSDB), indicado pelo prefeito Dr. Aluizio.

Welberth que quarta-feira viajou a Brasília para ter um encontro com o Senador Romário (Podemos), que esteve em sua companhia em Macaé visitando alguns correligionários, informou que sua coligação para disputar o pleito de 15 de novembro é composta de sete partidos – Cidadania, Podemos, Rede, PROS, PCdoB, PV e PSDB, este último, coordenado pelo prefeito Dr. Aluizio que indicou o nome de Chapeta para concorrer como vice na chapa.

Considerado um político atuante e influente nas suas ações que tem como objetivo atender as demandas da população, Welberth Resende não para e vem se dedicando ao contato direto com os eleitores, a exemplo do que vem fazendo os demais candidatos. Nesta sexta-feira, ele esteve visitando o Bosque Azul, Fronteira, Centro e Nova Esperança. “Trabalho muito, durmo pouco e continuo cumprindo todos os compromissos”, disse.

Com relação ao seu mandato de deputado estadual, Welberth disse que a campanha política não atrapalha suas atividades na Alerj porque todas as sessões continuam sendo realizadas de modo virtual e não presencial. Como membro da comissão processante da Alerj, presidida pelo deputado Chico Machado, que optou por afastar o governador Wilson Witzel do cargo, ele informou que vai manter sua decisão quando a nova comissão agora presidida por membros do Poder Judiciário, apresentar o relatório pelo afastamento definitivo.

Welberth disse que após o anúncio da coligação com o PSDB que indiciou o ex-secretário de Infraestrutura Célio Chapeta como candidato a vice, sofreu alguns reveses o que considerou natural. Mas de outro lado, ele ganhou o apoio dos seguidores do prefeito Dr. Auizio, que segue a liderança do chefe do executivo.

Sobre o gasto com a campanha, estabelecido como teto para os candidatos de Macaé, que pode chegar até a R$ 2,900 milhões, ele disse que vai continuar fazendo uma campanha enxuta e não vê ou pretende gastar todo esse dinheiro, embora o Cidadania esteja disponibilizando recursos do Fundo Eleitoral.

Riverton Mussi busca apoio para chegar a prefeitura de Macaé

Os pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito de Macaé, Riverton Mussi e Dr. Luis da Penha - Divulgação

O pré-candidato a Prefeito de Macaé se reuniu com correligionários e apoiadores após seu nome ser indicado à Prefeitura de Macaé pela coligação PDT e PTC

É dada a largada das eleições 2020. Convenções partidárias realizadas, legislação eleitoral cumprida, e a sorte está lançada. Começa neste domingo (27) a campanha eleitoral, quando os macaenses definirão os rumos do município. O período se estende até dia 15 de novembro quando ocorrem as eleições.


Neste sentido, o nome de Riverton Mussi foi oficilizado em convenção como pré-candidato a Prefeito de Macaé, semana passada, juntamente com Dr. Luis da Penha como vice-prefeito, numa coligação do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o Partido Trabalhista Cristão (PDC).


“É com grande alegria que tive meu nome, junto do meu amigo Dr. Luís da Penha, aprovado em convenção, por unanimidade, como pré candidato a Prefeito e Vice Prefeito, respectivamente. Vamos à luta!”, declarou Riverton, que confirma a sua participação nesta dsputa pela sucessão municipal, apesar da informação de que o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) ter negado liminarmente o seu pedido de Habeas Corpus. De fato, ele continua cuidando do registro da candidatura e devendo concorrer subjudice com recurso às instâncias superiores.

Na mesma convenção foram escolhidos os nome dos pré-candidatos a vereador, que são os seguintes: Isabel Cristina (Tia Bebel), Vanusa Bahiana, Eliane da Cooperativa, Mayla Soares, Eliete Dorcas, Bamba, Suzana Cristina, Van Van, Carlos Ribeiro, Genésio Filho, Salvador da Empilhadeira, Viana, Pastor Antonio Pedro, Maicon Caldeira, Tunico, Professor Guto Garcia, Marlon Lima, Daniel da Aposentadoria, Ricardo Salgado, Filipe Machado, Dr. Luciano Curty, Carlinhos Peixeiro, Rogerinho do Esporte, Rafael Amorim, Sargento Sueiro.


“Ainda em êxtase pela quantidade de carinho e afeto que recebi na convenção do PDT/PTC, dia em que fui escolhido como pré candidato a prefeito ao lado do meu amigo e agora pré vice prefeito, Dr° Luís da Penha. É muito gratificante saber que, mesmo depois de tanto tempo ‘distante’, as pessoas ainda nutrem esses sentimentos por mim. A política me trouxe muitas decepções, mas me trouxe infinitas amizades e isso me enche de forças para continuar, e tenho certeza que estou no caminho certo”, concluiu o pré-candidato.


Riverton Mussi nasceu em Macaé em 8 de maio de 1963. Formado em Educação Física pela Faculdade Castelo Branco, começou sua vida pública aos 25 anos, quando em 1989, assumiu o cargo de Secretário Municipal de Esportes de Macaé. Fundou o Programa de Iniciação Desportiva (Pides), que continua em funcionamento com o objetivo de promover a inclusão social através da prática desportiva, ocupando o tempo das crianças quando não estão na escola. Foi prefeito de Macaé por dois mandatos consecutivos.

Vereador reforça que testagem não significa volta às aulas presenciais

Vereador e Ex-Secretário de Educação, Guto Garcia - Divulgação


Com os testes de COVID-19 por amostragem em 10% da categoria, o retorno voltou a gerar debate

Gerando debate pela falta de segurança, o retorno às aulas presenciais voltou a ser alvo de discussão nesta semana, após a Prefeitura de Macaé iniciar, na última segunda-feira, (21), a testagem de COVID-19 por amostragem em 10% dos profissionais da Educação das redes pública e privada de ensino. Isso porque com a iniciativa, as chances de uma possível retomada ficaram em evidência.


Segundo o Vereador e Ex-Secretário de Educação Guto Garcia, apesar da Vigilância Sanitária estar realizando a testagem, isso não se refere à possibilidade de retorno. “A prefeitura está aleatoriamente testando 10% dos profissionais para se obter uma noção de como está Macaé como um todo e o cenário entre parte da categoria”, ressalta.

De acordo com Guto, o município, que desde meados de março vem mantendo a educação pelo ensino à distância em virtude do isolamento social, continua sem previsão sobre a volta às aulas presencias. “Dificilmente as aulas presenciais retornam ainda em 2020. E se as aulas voltassem esse ano, a testagem não seria apenas em 10% dos professores, mas em todos”, pontua.


Vale lembrar que prestes a entrar no décimo mês do ano, a cidade segue na faixa verde do covidímetro, o que simboliza risco baixo no grau de contaminação. Até o momento, segundo boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira (25), Macaé tem 7.493 casos confirmados por COVID-19, sendo 5.428 por testes sorológicos e 2.065 por testes RT-PCR (swab). Desses números, obtém 7.439 casos de pessoas que se recuperaram da doença, contando com o número de óbitos. O município segue com 144 óbitos por coronavírus.

Partidos têm até hoje para informar critérios sobre utilização de doações nas campanhas

Partidos têm até hoje para informar critérios sobre utilização de doações nas campanhas

Legendas e candidatos devem estar atentos para outros eventos do calendário eleitoral, cujos prazos também terminam no sábado

Este sábado (26) é o último dia para que os partidos políticos apresentem ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os critérios definidos pelos órgãos de direção nacional para utilização, nas campanhas eleitorais, das doações recebidas de pessoas físicas ou das contribuições monetárias feitas por filiados, recebidas em anos anteriores ao da eleição.

Também é o prazo final para que os órgãos municipais de direção dos partidos políticos peçam ao Tribunal Regional Eleitoral a veiculação da propaganda gratuita, em rádio e televisão, pelas emissoras que atinjam os municípios em que não há canais de radiodifusão. Isso só se aplica aos municípios que estão aptos à realização de segundo turno, ou seja, aqueles com mais de 200 mil eleitores. Para ter o “direito de antena especial”, o partido deve observar se a emissora tem condições técnicas de retransmitir as propagandas gratuitas.

Além disso, sábado também é o último dia para que os partidos políticos apresentem recurso contra decisão do juiz eleitoral sobre a nomeação dos membros das mesas receptoras e dos convocados para o apoio logístico no dia das eleições. A mesa receptora é formada por seis eleitores, nomeados pelo juiz eleitoral 60 dias antes das eleições. As legendas devem estar atentas ainda para o prazo de apresentação de recurso contra decisão do juiz eleitoral sobre designação dos locais de votação.

Outro evento eleitoral cujo prazo termina neste sábado (26) é a abertura, pelo partido, de conta bancária específica para o recebimento de doações de pessoas físicas para a campanha eleitoral. Essa conta corrente pode ser aberta em qualquer instituição financeira reconhecida pelo Banco Central do Brasil.

Por fim, os responsáveis por repartições, órgãos e unidades do serviço público têm até sábado para informar ao juízo eleitoral o número, a espécie e a lotação dos veículos e embarcações que serão utilizados no primeiro e, se for o caso, no segundo turnos de votação

Eleições 2020: sistema de divulgação de candidaturas já está disponível

DivulgaCandContas permite consultar candidatos registrados em todo o Brasil. Também é possível acessar informações relativas às prestações de contas dos concorrentes

O DivulgaCandContas, sistema responsável pela divulgação das candidaturas registradas em todo o Brasil para as Eleições Municipais de 2020, já pode ser acessado no endereço divulgacandcontas.tse.jus.br.

Desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ferramenta permite consultar as candidaturas por município e cargo, acessar informações detalhadas sobre a situação dos candidatos que pediram registro de candidatura, bem como todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes.

À medida que os candidatos solicitam seus registros à Justiça Eleitoral, o TSE divulga todos os dados do concorrente no sistema. Até as 15h desta quarta-feira (16), o DivulgaCandContas 2020 dispunha de informações sobre 16.004 pedidos de registro de candidatura, sendo 14.245 de candidatos a vereador, 879 de prefeito e 880 de vice-prefeito.

Os números são constantemente atualizados pela Justiça Eleitoral, por estado e nacionalmente. O sistema DivulgaCandContas é abastecido de acordo com a oficialização do registro de candidaturas para o pleito de novembro próximo.

No dia 26 de setembro, às 19h, termina o prazo para os partidos políticos e coligações apresentarem o requerimento de registro de candidatos e chapas à Justiça Eleitoral. Caso os partidos políticos ou coligações não tenham requerido o registro de algum candidato escolhido em convenção, a data-limite fixada em lei para a formalização individual do registro perante o TSE ou algum Tribunal Regional Eleitoral é o dia 1º de outubro, também até as 19h.

Acesso

O sistema é disponibilizado na internet para todos os cidadãos. Para acessá-lo, não há necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário. O acesso é simples e pode ser feito com apenas alguns cliques. Basta clicar divulgacandcontas.tse.jus.br e selecionar a unidade da Federação no mapa ou a sigla do estado a ser consultado.

Na página principal do sistema, o interessado encontrará o quantitativo total de candidaturas e os candidatos por cargo (prefeito, vice-prefeito e vereador). No mapa do Brasil, é possível filtrar a pesquisa clicando na unidade da Federação e depois no cargo desejado. Em seguida, aparecerá uma lista com todos os políticos que concorrem ao cargo no estado.

Selecionado o nome do candidato, é possível obter informações sobre o seu número, partido, composição da coligação que o apoia (se for o caso), nome que usará na urna, grau de instrução, ocupação, site do candidato, limite de gasto de campanha, proposta de governo, descrição e valores dos bens que possui, além de eventuais registros criminais. Também é possível acompanhar a situação do pedido de registro e eleições anteriores das quais o candidato tenha participado.

Situação da candidatura

A situação do registro do candidato aparece ao lado da foto, além do tipo de eleição à qual ele está concorrendo e um guia sobre os termos, inclusive os jurídicos, utilizados para definir a situação dele perante a Justiça Eleitoral.

São três os principais termos utilizados na ferramenta. Quando o processo é registrado na Justiça Eleitoral, é informada a palavra “cadastrado” e, em seguida, “aguardando julgamento”. Isso significa que o candidato enviou o pedido de registro de candidatura, mas o pedido ainda não foi julgado, ou seja, o processo está tramitando e aguarda análise.

Após o processo ser apreciado pela Justiça Eleitoral, o registro pode ser considerado “apto” ou “inapto”. Caso o candidato preencha todas as condições de elegibilidade, isto é, não tenha nenhuma contestação e o pedido tenha sido acatado, a situação que aparecerá no sistema será “apto” e “deferido”.

Outro caso é quando o candidato aparece como apto, mas houve impugnações e a decisão é no sentido de negar o registro. Nesse caso, a situação será “apto”, e o complemento será “indeferido com recurso”.

Por outro lado, existe o caso do candidato que apresentou o registro, e as condições de elegibilidade avaliadas foram deferidas pelo juiz; contudo, o Ministério Público Eleitoral (MPE) ou o partido recorreu da decisão. Nessa hipótese, a condição será “apto” e “deferido com recurso”.

Na situação de registro julgado como apto, ainda existem as possibilidades de “cassado com recurso” ou “cancelado com recurso”. Isso ocorre quando o candidato teve o registro cassado ou cancelado pelo partido ou por decisão judicial, porém apresentou recurso e aguarda uma nova decisão.

Por fim, também consta do sistema a condição de “inapto”, com os complementos: “cancelado”, quando o candidato teve o registro cancelado pelo partido; “cassado”; “falecido”; “indeferido”, quando o candidato não reuniu as condições necessárias ao registro; “não conhecimento do pedido”, candidato cujo o pedido de registro não foi apreciado pelo juiz eleitoral; e “renúncia”.

Módulo contas

O DivulgaCandContas também disponibiliza as informações relativas às prestações de contas dos candidatos das eleições. O usuário pode fazer a pesquisa das receitas dos concorrentes por doadores e fornecedores, além de acessar a relação dos maiores doadores e fornecedores de bens e/ou serviços a candidatos e partidos políticos.

Por meio do sistema ainda é possível consultar os limites de gastos por unidade da Federação, município e cargo, bem como as sobras e as dívidas de campanha por candidato e direção partidária.

As informações sobre as prestações de contas de campanha são disponibilizadas à medida que os recursos são declarados pelos candidatos no sistema.

Christino propõe projeto para criar o agente comunitário de educação

Deputado cria o Programa que garante que os alunos da rede pública tenham condições de frequentar as aulas - Divulgação

De autoria do deputado Christino Áureo, PL tem entre os objetivos garantir que alunos da rede pública consigam frequentar as aulas

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 4611/20, de autoria de Christino Áureo (PP-RJ), que cria o Programa Agentes Comunitários da Educação (PACE). O PL garante que os alunos da rede pública tenham condições de frequentar as aulas. Entre as atribuições do agente, caberá o papel de informar ao governo local eventuais problemas de oferta de transporte, ausência de infraestrutura falta de material escolar, número de professores e alunos, dados de evasão escolar, entre outros problemas. É mais um trabalho do deputado federal na área de proteção social. Ele reforça a sua preocupação com os jovens e a necessidade de estarem na escola.

  • Como costumo dizer, as escolas são o templo do desenvolvimento. A educação é um dos pilares da sociedade e precisamos trabalhar por ela. Todo jovem tem direito a um ensino digno, mas, infelizmente, nem todos têm acesso. O nosso PL tem como uma das metas melhorar a nossa educação – afirma Christino Áureo.

A figura do agente comunitário de educação terá outras funções importantes. Ele acompanhará o aluno de perto, indo à casa dos jovens, para avaliar as questões relativas à estrutura familiar, se há situação de fragilidade, trabalho infantil, como está a frequência escolar, o desempenho acadêmico além de suporte aos pais e responsáveis para o crescimento dos estudantes.

  • É preciso comprometimento com a educação. Pretendemos, assim, alcançar números bem melhores de desempenho nas escolas e diminuir a evasão escolar. Queremos transformar as famílias em verdadeiras escolas da vida, tanto para a geração atual quanto para as futuras – acrescenta o deputado.

Estímulo

O PL deverá ir à votação no plenário da Câmara dos Deputados nas próximas semanas. Com a sua instituição, o estímulo para que pais ou responsáveis legais dos estudantes mantenham-se comprometidos com a educação dos jovens será maior, possibilitando um controle de políticas públicas mais eficiente.

Cartórios eleitorais trabalham em regime de plantão no município

Esta medida é feita durante este período eleitoral para atender as demandas da campanha - Arquivo

O período eleitoral começa a intensificar com o início das convenções partidárias

O Tribunal Regional Eleitoral divulgou que os cartórios eleitorais de Macaé começam a fazer plantões, nos fins de semana e feriados, em função da eleição municipal 2020, a partir deste sábado (26), se estendendo até o mês de dezembro. Esta medida é feita durante este período eleitoral para atender as demandas da campanha.

Os funcionários irão receber remuneração extra de acordo com a disposição orçamentária da instituição, em alguns casos irá se optar por registro em banco de horas do servidor.

O plantão para eleição ocorre justamente para viabilizar os trabalhos, denúncias e pendências dos partidos e candidatos durante o pleito. O período eleitoral começa a intensificar com o início das convenções partidárias, depois passando para o registro das candidaturas e o andamento da campanha.

No Tribunal, o quantitativo mínimo inicial será de 30% de servidores e, nos cartórios, de 50%. Todas as unidades respeitarão as normas estabelecidas no Plano de Retomada Gradual do Trabalho Presencial.

Os plantões de atendimento realizados pelo TRE estão alinhados ao objetivo estratégico do Tribunal de garantir o direito à cidadania e às iniciativas de aperfeiçoar o atendimento ao cidadão, ampliar o serviço de agendamento de atendimento ao eleitor e garantir a infraestrutura e logística adequadas para prestação dos serviços à sociedade.

Pablo Ribeiro Dias defende causas sociais para Macaé

Pablo Ribeiro Dias é apaixonado pela Princesinha do Atlântico e aposta em projetos sociais como suas principais causas a serem defendidas caso seja eleito - Divulgação

O pré-candidato à Vereador, Pablo Ribeiro Dias, promete lutar pelos autistas, dependentes químicos e pela causa animal

Apaixonado pela Princesinha do Atlântico, nascido em Macaé e morador do bairro Miramar, desde criança, o pré-candidato à vereador pelo Partido Trabalhista Cristão (PTC), Pablo Ribeiro Dias, de 35 anos, aposta em projetos sociais como suas principais causas a serem defendidas.

Pai de três filhos, servidor público municipal há mais de 10 anos e estudante de Direito, Pablo afirma que deseja construir uma cidade nova e diferenciada. “Precisamos elevar o nível das discussões dentro da Câmara Municipal de Macaé, debatendo política de verdade. Vereador não tapa buracos e não faz obras. Vereador propõe e constrói caminhos para que o executivo possa fazer suas execuções”, ressalta.

Pablo com a sua bonita família: a esposa Cíntia Bohrer de Medeiros Dias e os filhos Juan Pablo, Sophie e Giovanna (ainda na barriga)

Para o seu mandato, Pablo vê na educação, o princípio de tudo na sociedade, sendo necessário fomentá-la ainda mais no município, nos níveis básico, fundamental, médio e superior. Além disso, o macaense aponta o ensino técnico, que não é da alçada do poder público, como uma ferramenta oportuna para a geração de emprego, incluindo ainda a luta por emprego e qualificação profissional. “Trazendo parcerias públicas-privadas para fundamentar uma escola técnica municipal, chamando empresas privadas para manter esse projeto as isentando, seria uma boa oportunidade para qualificações profissionais do povo e fonte de renda”, salienta.

Quanto às causas sociais apostadas por Pablo, uma dessas é relacionada às pessoas com autismo. A visita que fez à Curitiba, onde conheceu a clínica-escola para crianças e jovens com espectro autista, despertou a sua vontade de criar o mesmo modelo em Macaé. Para ele, um espaço similar na cidade seria imprescindível para a integração, socialização e formação desse público em sociedade. “Quando se fala de uma clínica-escola, falamos de um lugar totalmente preparado para atender esse público portador do espectro autista, por meio de psicólogo, psicanalista, psiquiatra, clínico geral e outros profissionais da saúde, dando todo apoio necessário”, pontua.

Já em São Paulo, Pablo diz ter conhecido o hospital de atendimento em emergência aos animais que funciona 24h, sendo a causa animal uma outra de suas bandeiras sociais. “Quero trazer para cá, dando dignidade às pessoas que possuem animais, dando a elas o direito de ter e cuidar dos mesmos. Tem como fazermos aqui um Hospital Público Veterinário de Emergência”, acredita.

Filho de um ex-dependente químico que driblou o mundo das drogas e conseguiu se reerguer, Pablo, que pertence a uma família cristã, diz ainda ter um projeto para auxiliar aos dependentes químicos, criando assim, uma clínica de reabilitação capaz de atender a esses que não possuem condições financeiras para se tratarem.

De acordo com Pablo, apesar do gás ser a novidade do momento, é preciso investir em turismo e em indústria no município, a fim da geração de empregabilidade, e do reaquecimento da economia local, afetada pela crise da Petrobras. Além disso, Pablo reforça também a necessidade de um melhor amparo aos servidores públicos e, caso seja eleito, trabalhará em prol da valorização desta categoria.

Câmara é origem de três candidatos a prefeito de Macaé

Welberth Rezende é o candidato a prefeito com o maior apoio da Câmara - Divulgação

Políticos visam garantir renovação de mandatos, ao apostar na imagem popular baseada no assistencialismo e nas redes sociais

Principal campo de articulações na construção de alianças baseadas na divisão de cargos e contratos, além de acesso a serviços custeados com o orçamento de mais de R$ 2 bilhões do município, a Câmara de Vereadores deu origem, neste ano, a três candidaturas próprias que caminham para entrar na disputa pela sucessão do governo da mudança.

Welberth Rezende (Cidadania), Maxwell Vaz (Solidariedade) e Robson Oliveira (PTB) chegam ao trecho final da fase pré-eleitoral do município como personagens importantes, de um contexto político que depende diretamente da influência sobre os eleitores que estão na ponta dos serviços planejados e executados pelo governo municipal.

Independente, Maxwell Vaz abre mão de um mandato parlamentar consolidado, com trabalhos importantes em áreas ligadas ao desenvolvimento econômico e a desburocratização da gestão pública, para lançar candidatura a prefeito que tem como pilar o “combate a corrupção” e o “cuidado com a cidade”.

Já Robson Oliveira, que caiu de paraquedas no plenário do Legislativo como vereador suplente, conquistou espaço na Câmara graças aos esforços do PSDB e do espaço mantido por mais de duas décadas pela Rádio 95 FM. Mesmo com uma passagem conturbada pela Casa, manteve linha de oposição ao governo municipal e encontrou nas redes sociais o espaço ideal para construir uma imagem de “homem do povo”. Ao migrar para o PTB, conseguiu o apoio do vereador José Prestes que passa a disputar um novo mandato parlamentar no mesmo partido.

Já Welberth Rezende concentra o maior engajamento dentro do Legislativo, tendo inclusivo o presidente da Câmara, Dr. Eduardo Cardoso (Podemos), como o principal apoiador e mentor da sua candidatura a prefeito.
Vereador de dois mandatos, conquistou cadeira na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) em 2018, através de uma articulação com o ex-deputado Comte Bittencourt, de quem herdou também cerca de 90% dos assessores nomeados em seu gabinete no Rio de Janeiro.

Em Macaé, manteve proximidade com os vereadores ligados a Dr. Eduardo, conseguindo assim ampliar a coligação majoritária do seu partido nessas eleições. Com isso, Welberth é o candidato a prefeito de: Dr. Eduardo (Podemos), Cesinha (PROS), Alan Mansur (Cidadania), Luiz Fernando (Cidadania), Cristiano Gelinho (Cidadania), Márcio Bittencourt (Cidadania), Luciano Diniz (Cidadania), Marvel Maillet (Rede), Paulo Antunes (PSDB), Julinho do Aeroporto (PSDB), George Jardim (PSDB), Val Barbeiro (PSDB).
Apesar de não fazer parte da coligação do Cidadania, Guto Garcia (PDT) também apoia Welberth, devido a sua relação com o governo municipal.
A presença dos vereadores de mandato acaba dificultando a chance de novos candidatos a garantirem espaço no legislativo municipal.