Dona Hinedina celebra 100 anos cercada de carinho da familia

0
905

A família está organizando uma super festa para ela, que acontecerá no dia 14 de setembro, na Associação de Moradores da Aroeira

 

Bons tratos, boa alimentação e muito carinho da família são responsáveis pela vida saudável e sua longevidade. Trata-se de Dona Hinedina da Rocha Silva, que completa 100 anos no próximo dia 10 de setembro. A familia está organizando uma super festa, que acontecerá no dia 14 de setembro, na Associação de Moradores da Aroeira, onde a aniversariante estará rodeada de carinho dos filhos José Guaraldi, Hilda, Zélia, Elza e Roberto Luiz, a filha do coração Rosalina, e mais 16 netos, 13 bisnetos, uma tataraneta. Breve ela ganha outra tataraneta, que já está bem pertinho de nascer.

Com uma saúde de ‘ferro’ sem nunca ter registrado nenhums doença grave, Dona Hinedina ama festa e comemora todos seus aniversários. Este então de 100 anos, ela está eufórica e ansiosa para a chegada do grande dia.

Completamente lúcida, a idosa só reclama da audição, que falha às vezes, fato que se torna uma boa desculpa para não escutar assuntos que não a agradam e após fazer alguma ‘arte’.

Dona Hinedina

Filha de mãe italiana e pai brasileiro, Hinedina da Rocha Silva nasceu no dia 10 de setembro de 1918 em Córrego dos Índios, Distrito de São Sebastião do Alto (RJ). Sua mãe Maria Guaraldi da Rocha chegou da Itália com a família em novembro de 1888 com 7 anos de idade pelo Porto de Itapemirim (ES).

Quando cresceu, segundo dona Hinedina, sua mãe se encantou pelo brasileiro bonitão Antenor Teixeira da Rocha com quem teve quatro filhos (Pedro, Júlio, Avelar e Hinedina). Os pais faleceram quando ela ainda era criança e foi criada pelo tio Luis. Casou-se com o comerciante Josino Antônio da Silva, que faleceu em 1990. Viveram em Trajano de Morais, cidade de Josino, onde tiveram um sítio e vendiam frutas e verduras para os comércios locais.

Em Trajano de Morais, o casal teve seis filhos biológicos (cinco são vivos – José Guaraldi, Hilda, Zélia, Elza e Roberto Luiz) e um morreu aos 7 anos num acidente; e uma filha do coração, a Rosalina.

Assim, muito tristes com a morte do filho, o casal decidiu vir para Macaé. Seu Josino abriu um comércio na Aroeira, onde era muito conhecido e querido por todos. Dona Hinedina o ajudava no comércio, mas nunca trabalhou fora.

Vida saudável

Dona Hinedina sempre levou uma vida saudável, com boa alimentação à base de leite, frutas, legumes e peixe (mastiga bem a carne, porém não engole), além de se alimentar bastante de verduras, sendo algumas colhidas no próprio quintal.

Merece destacar que a idosa acorda cedo e dorme cedo. Tem o hábito de descansar à tarde e se alimenta nos horários adequados.

Sempre frequentou a Igreja Católica, mas atualmente já não consegue mais ir à missa, mas recebe a visita das companheiras da igreja para receber a comunhão e rezar o terço.

Particularidades da aniversariante

Considerada levada pela família, Dona Hinedina tem um gênio forte. Ano passado passou por uma cirurgia devido a uma fratura no fêmur, após uma queda em casa, mas em uma semana já estava em casa quase recuperada. Anteriormente, gostava muito de cozinhar, varrer a calçada e olhar a rua, hábitos que deixou de fazer há bem pouco tempo.

Sempre teve a preocupação de manter a despensa cheia. E ate hoje, ela confere as compras de sacolão e do supermercado feitas pelos filhos. Faz questão de olhar tudo.