Rodada de Negócios na Brasil Offshore supera expectativas

1
1001
Ao todo foram realizadas 442 reuniões de negócios e 207 empresas devem desdobrar a ação da rodada

Em dois dias de evento, foram gerados R$ 196 milhões em negócios

A Rodada de Negócios, realizada pela Firjan, ONIP e SEBRAE durante a feira, superou as expectativas. Nos dois dias, foram gerados R$ 196 milhões em negócios. Os números superaram os da última edição do evento, em 2017, quando foram negociados R$142 milhões.

“Isso demonstra o reaquecimento do mercado de petróleo e gás no Brasil e em Macaé”, disse Karine Fragoso, gerente de Petróleo, Gás e Naval da Firjan e diretora geral da ONIP.

O número de participantes também cresceu 30% em relação ao da última edição: 22 empresas âncoras com demandas de compra selecionaram mais de 300 empresas fornecedoras para participarem da Rodada. Além do Rio de Janeiro, empresários de outros estados como Espírito Santo e Sergipe estiveram presentes. Ao todo foram realizadas 442 reuniões de negócios e 207 empresas devem desdobrar a ação da rodada em contratos que podem alcançar a estimativa de R$ 196 milhões.

O objetivo da Rodada foi colocar, frente a frente, fornecedores e os principais players do mercado de petróleo e gás. A proposta é fomentar negócios e oferecer às empresas a possibilidade de identificar alternativas de fornecimento de bens e serviços no mercado local.

“Achei a experiência muito proveitosa, pois nem sempre conseguimos ter este contato pessoal com as grandes empresas. Pude apresentar meu portfólio e deixei negócios bem encaminhados”, revelou Emanuelle Andrade, representante de uma empresa de gestão de resíduos, que participou pela primeira vez da rodada.

Para Maurício Gomes, representante da Subsea7, uma das empresas âncoras, essa é uma ótima chance de conhecer o mercado local e fazer bons negócios. “É a segunda vez que participamos e da última vez, cerca de 30% das empresas com as quais conversamos na Rodada acabaram sendo contratadas”, relatou.

Para o coordenador da Comissão Municipal da Firjan em Macaé, Evandro Cunha, a Rodada de Negócios é essencial para o cenário da região. “A empresa âncora precisa dessa cadeia de fornecimento e nossa região tem muitas empresas habilitadas para atender demandas nesse novo momento da indústria de petróleo e gás”, afirmou ele.

1 COMENTÁRIO

  1. É PRECISO URGENTEMENTE DO NOVO PORTO DE MACAÉ ( TERPOR) !!! , POIS NOVAS EMPRESAS ESTÃO SE INSTALANDO AOS ARREDORES DO PORTO DO AÇU !!! COM ISSO EXISTE UMA OPERAÇÃO DE ESVAZIAMENTO DA CIDADE DE MACAÉ !!!! MUITAS PESSOAS JÁ ESTÃO DE SAÍDA DA CIDADE !!! MUITO BREVE TODAS AS EMPRESAS IRÃO SAIR DA CIDADE DE MACAÉ !!! SÓ O NOVO PORTO DE MACAÉ ( TERPOR ) SERÁ A GARANTIA DE SALVAÇÃO DA CIDADE DE MACAÉ !!!!!

Comments are closed.