Errata

428
Glauco Lopes

A edição 9622 trás uma matéria sobre eleições e menciona em duas ocasiões que Macaé está há 20 anos sem eleger um representante genuíno para a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ELEIÇÃO- “Candidatos batalham pela tradição política de Macaé” e PAINEL – “Votos”). Glauco Lopes foi deputado estadual eleito por dois mandatos consecutivos: 2003 a 2006 e 2007 a 2010. Nascido na Casa de Caridade de Macaé trata-se de um ex-parlamentar genuíno cidadão macaense.

Registros

Com a atualização dos dados do sistema DivulgaCand, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a partir do encerramento do prazo para o registro dos candidatos, eis que foram consolidados os nomes macaenses que já estão em ritmo de campanha nas ruas. Entre novidades e personagens conhecidos do cenário político local, os eleitores possuem opções para depositar a confiança para escolher os futuros deputados estadual e federal. Boa sorte a todos!

Alerj

Do quadro dos candidatos à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) estão: Chico Machado (PSD), Welberth Rezende (PPS), Luiz Fernando (PTC), Julinho do Aeroporto (MDB), Marcel Silvano (PT), Val Barbeiro (PHS), Cláudio Roma (PV), Edimilson Ramalho (PTC), Claudinho da Laje (PV), Lagoa do Transporte (PROS) e Zé Carlos Marins (SDD). Todos ainda passam por avaliação do registro de candidatura.

Brasília

Já na briga por vaga na bancada fluminense na Câmara dos Deputados estão Adrian Mussi (SD), Christino Áureo (PP), Danilo Funke (PSOL), Dra. Adaleia (PSDB), Graça do PT (PT), Ismael Torquato (Avante), Jefferson da Pesca (PPL), Miria da Agricultura (SD), Ricardo Salgado (PSDC) e Teco da Horta (PROS). Apesar de ser de Campos dos Goytacazes, o delegado da Polícia Federal Felício Laterça (PSL) também vai brigar por votos em Macaé.

Forasteiros

Falando em candidatos, muitos forasteiros também esperam capitalizar votos na Capital Nacional do Petróleo. Marcelo Freixo (PSOL), Áureo (SD), Leonardo Picciani (MDB) e Alessandro Molon (PSB), são alguns dos nomes que podem surpreender na batalha por vagas no Congresso. Já no quadro dos estaduais, surge André Corrêa (DEM) que já possui o apoio de dois vereadores na cidade. A batalha será intensa, visto que o número de abstenção de votação deve ser grande em Macaé, nas eleições deste ano.

Insegurança

Quem circula pela orla da Praia de Imbetiba durante o final de semana se sente inseguro. Sem a rotina movimentada pelos funcionários da Unidade de Operações da Bacia de Campos (UO-BC), o bairro fica bastante pacato no sábado e no domingo, um prato cheio para bandidos que voltam a praticar assaltos a mão armada, durante o dia e à noite. Rondas da Guarda e da Polícia ocorrem no local, mas os crimes são constantes.

Apagão

O trevo do condomínio industrial Cabiúnas segue como um dos pontos mais perigosos do acesso a Macaé pela Rodovia Amaral Peixoto. À noite, a escuridão no local é total, o que assusta os motoristas. Quem não conhece o trajeto pode até colidir contra os canteiros de plantas que dividem as pistas. É preciso que a prefeitura entre em acordo com o DER para melhorar a iluminação no local, antes que acidentes voltem a acontecer.

Crateras

Outro problema registrado neste trecho de acesso à cidade são os buracos na subida da ponte sobre a Linha Férrea, na altura do Engenho da Praia. Como o local também sofre com a falta de iluminação, os condutores precisam ficar bastante atentos. A poucos metros do local, crateras ocupam parte do acostamento da Rodovia, especialmente no ponto de cruzamento com o trânsito que segue para o Lagomar.

Gastos

Com esse dinheiro, a SIT vai conseguir equilibrar a defasagem da tarifa, cobrir os custos e ainda recontratar cerca de 300 cobradores que foram demitidos ao longo dos últimos dois anos. Pelo menos é isso que cobra os vereadores de oposição na Câmara, que protocolaram no Ministério Público ação que visa obrigar o governo a cumprir diretrizes da lei que prevê o transporte público da cidade, que faz a exigência de presença do cobrador nos coletivos.