Eleitores já podem conferir dados sobre os candidatos

356
As denúncias de crimes eleitorais devem ser enviadas ao Cartório da 109ª Zona Eleitoral - Foto Arquivo

Lista de bens pode ser declarada no sistema criado pelo Tribunal Superior Eleitoral

Os mais de 150 mil eleitores de Macaé, aptos a decidir o futuro político da cidade nas urnas, já podem conferir dados importantes sobre os candidatos já registrados junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que batalham nas ruas pelo voto.

Entre os pontos que despertam maior interesse do eleitorado é a declaração de patrimônio dos candidatos que já podem fazer a discussão sobre os bens, junto a Justiça Eleitoral. O TSE implementou uma solução que possibilita a divulgação de informações mais abrangentes sobre o patrimônio já declarado.

Trata-se do Módulo de Complementação de Informações Patrimoniais, que passa a integrar o Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (SGIP) – plataforma do TSE pela qual os partidos políticos realizam o gerenciamento de suas informações perante a Justiça Eleitoral.

A partir do novo módulo, as siglas poderão fornecer descrições sobre os bens declarados quando do registro dos candidatos.

As informações patrimoniais incluídas serão automaticamente exibidas no DivulgaCandContas, sistema utilizado pelo TSE para a divulgação das candidaturas e das prestações de contas dos candidatos e dos partidos políticos em todo o Brasil.

O TSE entende que a complementação dessa informação pelos partidos, amplia a transparência e o controle social sobre o que foi informado. Nomes de Macaé já podem ser consultados no sistema. Entre os destaques estão os candidatos a deputado estadual Chico Machado (PSD), Luiz Fernando (PTC) e Julinho do Aeroporto (MDB). Chico declarou bens avaliados em R$ 2,4 milhões, já Luiz Fernando listou patrimônio de R$ 1,1 milhão. Julinho apontou bens somados de R$ 252 mil. Já o candidato a deputado federal, o delegado da Polícia Federal, Felício Laterça (PSL), declarou patrimônio de R$ 2,2 milhões.