Welberth Rezende foi entrevistado na rádio 101 FM na manhã desta quinta-feira

Deputado estadual destacou a importância do setor em participação na Rádio 101 FM

O deputado estadual Welberth Rezende (PPS) participou, na manhã desta quinta-feira (25), do Programa Fala Zezé Abreu, na Rádio 101 FM, em Macaé. Durante a entrevista o parlamentar fez um balanço dos primeiros seis meses de atuação na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Questionado sobre o seu desempenho em prol do Terminal Portuário de Macaé (Tepor), Welberth Rezende mostrou ser um defensor do projeto. “Sou um soldado nesta luta. O Tepor é de extrema importância para Macaé e toda a nossa região. Discutir o Porto é discutir emprego e dignidade para as pessoas. O meu mandato está voltado em apoio a esta atividade de óleo e gás. Estão fazendo um ataque geopolítico contra Macaé. O Porto vai trazer novas possibilidades para o gás e o setor vai abrir milhões de oportunidades de negócios”.

Atualmente o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) do projeto estão em análise no Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para liberação das licenças ambientais, que autorizam o início das obras do empreendimento. Mas até o momento as licenças não foram liberadas por conta de um embargo judicial.

“Estamos na corrida contra o tempo de conseguir as licenças para dar início às obras do Porto, que junto dele vem o processamento de gás natural, que abre várias possibilidades de crescimento e desenvolvimento para a economia local”.

O deputado, membro da Comissão de Minas e Energia da Alerj, vai propor uma audiência pública para discutir o gás no Estado do Rio. “O gás é a nossa nova fonte de renda e arrecadação. A discussão sobre a legislação do gás ainda está muito travada. Precisamos discutir a abertura do mercado para que possamos transformar esta fonte de renda em negócios para nossa região”, disse.

Entre outros assuntos abordados durante a entrevista, destaques para as ações durante o seu mandato na luta contra precariedade dos serviços da Eneel, a retirada de pardais em trechos de maior índice de violência na da RJ-106, intervenções do DER nas estradas da região, elevação da entrância especial da Comarca de Macaé, solicitação de instalação de antena de telefonia móvel na região serrana de Macaé e o incentivo ao desenvolvimento econômico com total apoio ao Repensar Macaé.

“Atualmente sou presidente da Comissão de Turismo da Alerj. Tenho discutido muito este tema e dedicado o meu mandato em busca de estimular o setor com potencial de geração de emprego. Mas para isso precisamos também discutir a segurança pública. O interior do Estado tem uma enorme vocação turística, mas as pessoas estão com medo de trafegar pela Niterói-Manilha devido aos constantes assaltos naquela região. Vamos realizar uma audiência pública no próximo dia 01 de agosto para solucionar este problema”, disse Welberth Rezende.

O deputado salientou que foi solicitado aos órgãos de segurança do Estado novas viaturas e o retorno dos policiais do 32º BPM escalados para as UPPs, além de lutar pela construção da nova Delegacia de Homicídios em Macaé.

5 COMENTÁRIOS

  1. MACAÉ RJ PRECISA DE UM NOVO SHOPPING RODOVIÁRIA 24 HORAS SEMELHANTE A RODOVIÁRIA NOVO RIO !!! PARA ATENDER A POPULAÇÃO MACAENSE !!! E FEITO NA LINHA AZUL !!!

  2. MACAÉ RJ PRECISA URGENTEMENTE DA DUPLICAÇÃO DA BR 101 ENTRE RIO DOURADO E ENTRADA DE MACAÉ RJ !!!

  3. A REGIÃO SERRANA PRECISA DE TRÊS TORRES DE SINAL DA OPERADORA VIVO !!! UMA NA LOCALIDADE DE CÓRREGO DO OURO E OUTRA NO DISTRITO DE TRAPICHE PARA ATENDER AO HOSPITAL MUNICIPAL DA SERRA !!! E OUTRA NO DISTRITO DO FRADE !!!

  4. O NOVO PORTO DE MACAÉ RJ ( TERPOR DE MACAÉ NO BARRETO ) É A ÚNICA SALVAÇÃO DA CIDADE DE MACAÉ RJ !!! SEM O NOVO PORTO NA CIDADE DE MACAÉ RJ !!! MACAÉ NÃO TERÁ FUTURO !!!!!! A PETROBRÁS JÁ ESTÁ SAINDO DE MACAÉ RJ E MIRANDO AS SUAS INSTALAÇÕES NO SUPER PORTO DO AÇU EM CAMPOS RJ !!! SE O POVO NÃO FIZER PRESSÃO NO PODER PÚBLICO MUNICIPAL E ESTADUAL !!! ESSE PORTO NUNCA VAI SAIR DO PAPEL !!!!

Comments are closed.