Unidos

475

Ficou clara a adesão dos prefeitos do Norte Fluminense à campanha liderada por Eduardo Paes (DEM) para a sucessão do governo de Luiz Fernando Pezão (MDB). Em apenas um dia, ele e o candidato a vice na chapa, Comte Bittencourt (PPS), tomaram café da manhã, almoçaram e jantaram com os chefes dos Executivos de Carapebus, Quissamã, Conceição de Macabu e Macaé. Ele promete fazer uma chuva de votos na região.

Próximos

Em Quissamã, Eduardo Paes (DEM) e Comte Bittencourt (PPS) almoçaram com a prefeita Fátima Pacheco (PSC) que reuniu em sua casa vereadores aliados a sua bancada, no parlamento da cidade. Em clima de descontração, o encontro ocorreu como segue o protocolo político eleitoral: avaliações sobre o cenário, previsão de resultado nas urnas e, diante de um possível governo, projetos que possam auxiliar no desenvolvimento da cidade.

Casa cheia

Em Macaé, o candidato a governador chegou acompanhado pelos candidatos ao Senado, César Maia (DEM), a deputado federal Christino Áureo (PP), a vice Comte Bittencourt (PPS) e a um staff digno de uma grande campanha. No Quenzas Hall, casa de festas que se tornou o principal point de lançamento de projetos políticos na cidade, mais de mil pessoas assistiram aos discursos que contaram também com a presença do prefeito de Macaé.

Crescendo

Grande surpresa das eleições na cidade, o vereador Welberth Rezende (PPS), candidato a deputado estadual, foi amplamente aplaudido pelo público presente no Quenzas. Assim como ele, outros postulantes às vagas na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), como André Corrêa (PP), Julinho do Aeroporto (MDB), Max Lemos (MDB), também estiveram no palanque. De federais, ainda estava Felício Laterça (PSL).

Rigor

Com cerca de 10 agentes, a equipe do 109ª Cartório Eleitoral de Macaé também acompanhou uma das maiores reuniões políticas realizadas na cidade nestas eleições. De acordo com eles, em Macaé, a campanha dos candidatos segue bastante tranquila, sem grandes ações que possam ferir a legislação em vigor. No entanto, a equipe responsável pela fiscalização eleitoral se prepara para 7 de Outubro, o dia em que a boca de urna pode ocorrer próximo aos locais de votação.

Social

Um grupo formado por cerca de 10 moradores em situação de rua se instalou nos arredores da Rodoviária de Macaé. Dormindo sob a marquise de um bar e de um restaurante desativado, eles perambulam durante o dia pedindo esmolas, que acabam sendo utilizadas para o consumo de bebida. Há um esforço da equipe do CentroPop de atendê-los, mas fica complicado garantir que eles retornem para o convívio da família.

Asfalto

Algumas ruas da área central da cidade estão recebendo novo asfalto, através de operação realizada pela prefeitura. No entanto, o que gera reclamação das pessoas é que o critério definido para a escolha das vias que irão receber o asfalto não segue o nível de precariedade do passeio público. Tem vias com crateras e deformidades que precisam ser recapeadas de forma urgente, evitando mais prejuízo para os condutores.

Aeroporto

A Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) já está concluindo os estudos para a elaboração da minuta final do projeto de concessão de aeroportos, incluindo o de Macaé. A expectativa é que a concorrência pública seja colocada na rua, ainda neste ano. A previsão é que em 2019 a Infraero não estará mais à frente da base macaense, que será desestatizada junto com o Aeroporto de Vitória, no Espírito Santo. A expectativa sobre o resultado deste processo é bem grande.

Petróleo

E o diretor da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Décio Oddone, afirmou que até o final de setembro, será lançada a resolução que definirá as regras para a exploração dos campos maduros. O procedimento faz parte da estratégia de política energética traçada pelo órgão, que prevê que o país atingirá a produção diária de 5 milhões de barris de óleo em 10 anos, dobrando a capacidade de operação dos poços brasileiros.