Reajuste

290

Reajuste
A Câmara de Vereadores concedeu nesta semana o reajuste salarial de 1,5% para os servidores da ativa, aposentados e pensionistas do efetivo da Casa. O mesmo percentual vale também para gratificações de chefia e outros prêmios estabalecidos dentro da gestão do parlamento. A revisão elevou para R$ 895,50 o valor do auxílio alimentação para os funcionários que passam a contar com mais R$ 400 relativos ao auxílio refeição. E a Câmara discute também o Plano de Cargos e Salários da categoria.

Debate
Na quinta-feira (14), toda a sociedade macaense deve participar, ou ao menos, assistir a Audiência Pública que ocorrerá na Câmara de Vereadores com objetivo de discutir a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019. Esse é o momento em que a população pode contribuir, de forma direta, com a elaboração do perfil de gestão, estabelecendo prioridades em projetos e serviços que serão financiados pela arrecadação. Após isso é preciso haver cobranças.

Sucesso
Ainda faltando um ano para a realização da edição histórica da Brasil Offshore, e a Reed Exhibitions Alcântara Machado já comemora números importantes. Até o momento, mais de 60% da área de expositores já foi comercializado, o que demonstra o interesse das empresas em estar dentro da área que marcará a recuperação do mercado do petróleo nacional. Além disso, o governo garantiu que o evento será realizado no Centro de Convenções.

Logística
Falando na Feira, o início das obras de recuperação da pista do Aeroporto de Macaé vai contribuir, e muito, com o resultado da próxima Brasil Offshore. É que, com o projeto, os voos comerciais voltarão a ser regulares na cidade, o que permite uma migração mais ágil de CEOs das grandes operadoras do petróleo, instaladas no Rio e em São Paulo. São eles que determinam contratos para aquisição de produtos e serviços, apresentados na área dos expositores.

Petros
E o grito de revolta iniciado em Macaé ecoou nos corredores de Brasília. Na segunda-feira (18), membros do movimento “Petros devolva o meu salário” estarão juntos com o grupo “Nosso Futuro” em reunião com o senador Eduardo Lopes e com o deputado federal Áureo (SD). O objetivo é buscar apoio político para enfrentar a estratégia do Fundo de Pensão da Petrobras, que elevou a cota de contribuição dos funcionários sem aviso prévio, para tapar rombo bilionário fruto da corrupção.

Repensando
O empresariado local já se prepara para a terceira reunião de trabalho do “Repensando Macaé”, que acontece na quarta-feira (20), no Hotel Royal. Agora, o objetivo do grupo é dividir as tarefas entre as instituições que fazem parte do movimento criado com objetivo de traçar um planejamento que viabilize um novo futuro para Macaé, durante e pós-petróleo. Debates importantes do grupo já podem ser transformados em ação, como utilizar o esporte como uma ferramente de apresentar a cidade.

Riscos
E mesmo com as denúncias da população, animais ainda são vistos circulando soltos em vias expressas da cidade. Na quinta-feira (7), um cavalo atravessou a pista da Rodovia do Petróleo (RJ 168), no trecho próximo ao trevo do Monumento ao Petróleo. Uma carreta quase bateu de frente com o animal. Na área há terras de pastagem, o que ajuda a elevar ainda mais os riscos. E a equipe de fiscalização de trânsito também deve ficar de olho.

Gasolina
Realmente, a população macaense não sente nas bombas dos postos de gasolina, nenhum efeito sobre a redução de impostos, ou novas medidas adotadas pelo governo federal, para reduzir a carga tributária sobre o combustível. Na cidade, o litro da gasolina chega a R$ 5,10, preço que não possui nenhuma previsão de baixar. Desde o desabastecimento, gerado pela greve dos caminhoneiros, muita gente segue andando a pé para economizar.

Restrições
Além do subsídio da passagem a R$ 1, o governo municipal tem instituido regras para restringir o acesso a serviços públicos apenas aos moradores da cidade. E isso começa a ser implantado também na secretaria municipal de Saúde. Agora, além do encaminhamento médico, o usuário precisa comprovar que reside na cidade, para ter acesso a Farmácia Popular e outros setores de auxílio ao cidadão. Apesar de polêmica, a ação representa a necessidade de controlar despesas.