Petróleo

339
Centro de Convenções Brasil Offshore

Petróleo
A pauta da revitalização dos campos maduros, pregada durante a edição do ano passado da Brasil Offshore, voltou com força total dentro dos bastidores do mercado nacional do petróleo. E Macaé se mantém como protagonista na busca por mais investimentos, para dar continuidade à produção da área mais antiga da Bacia de Campos. Mesmo que para isso haja a discussão sobre a redução da alíquota dos royalties sobre o petróleo novo extraído dos “campos velhos”.

Folga
Falando em royalties, os municípios da região somam superávits que atingem cerca de 20% do total estimado para ser arrecadado no ano. Com isso, há uma espécie de folga nas contas públicas. Porém, vale ressaltar que esse dinheiro é prioritariamente aplicado em serviços caros para as prefeituras, em especial a coleta de lixo e a compra de insumos na Saúde. Em Macaé, o dinheiro do petróleo é investido também na manutenção do subsído da passagem a R$ 1.

Obra
Com mais royalties em caixa, o governo pode sim dar início às obras de construção do Arco Viário de Santa Tereza. O projeto está orçado em R$ 77 milhões, com previsão de conclusão em um ano. Porém, tanto as expectativas de gastos, quanto os prazos de entrega, podem sofrer alterações por termos aditivos, uma prática não pouco comum na gestão pública. A classe empresarial espera com expectativa o início das obras, que marca um novo momento do petróleo na cidade.

Pista
Falando em obras, está para começar nesta semana as obras de reforço do PCN (Pavement Classification Number), que indica o grau de segurança para cada tipo de avião que realiza o transporte de passageiros em voos comerciais. Do atual nível 7, a pista de Macaé subirá para 19, dentro do aporte de R$ 25 milhões já garantido pela Infraero. Vale lembrar, que a base macaense pode ser privatizada ainda neste ano, segundo interesse do governo federal.

Fiscalização
O Procon de Macaé entrou em campo nesta semana, para garantir que os preços dos combustíveis sejam aplicados da forma correta, mesmo estando “nas alturas”. A medida visa coibir qualquer prática abusiva durante o processo de reabastecimento, que ocorre desde a última quarta-feira (30). Lembrando que, quem perceber que há qualquer tipo de superfaturamento nos preços, deve pegar a nota fiscal e levar direto ao Procon, que fica no 5º andar do prédio anexo da prefeitura.

Protestos
Novas manifestações estão programadas para acontecer na cidade nos próximos dias. Grupos representativos dos servidores municipais tentam manter acesa a chama da revolta dos mais de 13 mil profissionais que atuam no funcionalismo público local. E essas reivindicações também são tratadas como pautas de pré-candidaturas que começam a ser desenhadas no cenário político local. A população deve acompanhar todos esses fatos.

Gripe
A campanha de imunização contra a gripe foi prorrogada na cidade na última quarta-feira (30). Quem pertence ao público alvo e que ainda não tomou a dose, pode procurar a Casa da Vacina, para ser atendido. A ação é importante para evitar qualquer complicação do novo vírus da doença, que pode causar até mesmo óbito. De acordo com a secretaria de Saúde, a meta de imunização prevista para Macaé ainda não foi atingida.

Alerta
Na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), a principal pauta ainda debatida nos bastidores é a mudança do Repetro. Por conta disso, representantes da indústria do petróleo e lideranças políticas da região devem se mobilizar, com objetivo de manter a pressão sobre a Casa e contra os projetos que tentam reduzir os efeitos da tributação especial sobre as operações offshore. Em ano de eleição, deve-se “dormir de olho aberto”.

Comunicado
O Jornal O DEBATE informa aos leitores e anunciantes que a partir deste final de semana, as edições deixarão de ser diárias e passarão a ser semanais. A medida faz parte do processo de implantação do postal digital – www.odebateon.com.br <https://odebateon.com.br/> – que apresenta novo formato desde 1º de Maio. A partir das sextas-feiras, os leitores e anunciantes encontrarão um produto impresso novo, com um modelo inovador de abordagem jornalística. É esperar para ver!