Mercados e hortifrútis começam a ser abastecidos em Macaé

0
1243
Mercados estão sendo abastecidos por logística que evita rota das paralisações

Alimentos como cereais, carnes e hortaliças chegam a cidade através de transporte alternativo

Mercados e hortifrútis de Macaé conseguiram repor, na manhã desta terça-feira (29), estoques de alimentos perecíveis e não perecíveis, graças a uma nova logística de transporte que evita as rotas das paralisações dos caminhoneiros, que na região se concentra especialmente na BR-101.

O reabastecimento foi realizado através de polos varejistas e a granel situados em municípios da região, como São Pedro da Aldeia. De lá, os alimentos chegam aos mercados da cidade por caminhões de menor porte, que passam pela Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), no trecho Sul, onde não há protestos dos caminhoneiros.

Combustível

Em um levantamento realizado agora pela manhã pelo portal O DEBATEON indica que, até o momento, nenhum dos 28 postos da cidade foram reabastecidos. A expectativa era a de que escola policial conseguisse trazer para a cidade caminhões que deixam a Refinaria de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Agora a pouca, a prefeitura informou que o governo solicitou escolta policial para que o abastecimento de combustíveis em Macaé seja normalizado. A solicitação, via ofício, foi entregue ao comandante do 32º Batalhão de Policia Militar do Rio de Janeiro, Rodrigo Ibiapina, durante reunião realizada na última segunda-feira (28), no gabinete do prefeito.

A ação visa garantir o abastecimento dos postos de Macaé, por meio da escolta policial de um comboio de caminhões tanques vindo de Campos dos Goytacazes, nesta terça-feira (29). A medida visa beneficiar toda a população que vem sofrendo com os transtornos do desabastecimento de combustível, em virtude da paralisação nacional dos caminhoneiros.
Porém, até o momento, o reabastecimento não está garantido.