Mentes em Ação debate história da catadora de lixo Estamira

359
Evento acontecerá nesta segunda-feira na Cidade Universitária

O projeto Mentes em Ação – Cinema e Debate traz, nesta segunda-feira (18), a história da catadora de lixo Estamira Gomes de Sousa, personagem-título do premiado documentário brasileiro “Estamira”, do diretor Marcos Prado. O filme contando a vida dela será exibido às 17h30, no auditório Claudio Ulpiano, bloco A, na Cidade Universitária, com entrada franca, em parceria da prefeitura com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Em sequência, será promovido um debate pelo professor Joelson Tavares Rodrigues, Maria Carolina Faria da Costa e David Richer. O evento terá duração de quatro horas e a ideia é que o assunto seja tratado entre os profissionais da saúde e educação a fim de que possam compreender o universo da esquizofrenia, reconhecida como a mais grave entre as patologias mentais, símbolo do que, popularmente, é chamada de “loucura”.

Também podem participar cidadãos apenas interessados em conhecer mais sobre a doença. O projeto Mentes em Ação é implementado por meio do Centro de Formação Carolina Garcia (CFCG), vinculado à Secretaria Adjunta de Qualificação Profissional, da Secretaria Municipal de Educação. O projeto nasceu para debater com profissionais e a sociedade em geral temas polêmicos que fazem parte do cotidiano das pessoas. Os interessados em mais informações sobre o projeto podem entrar em contato pelo e-mail: cinemaedebate@macae.ufrj.br.

Conheça um pouco da história

Estamira morreu no início da noite de 28 de julho de 2011, no Rio de Janeiro, em consequência de uma septicemia (infecção generalizada). Ela era diabética e trabalhou por mais de 20 anos num lixão em Duque de Caxias onde plantou a história da sua vida, deixando muitos ensinamentos para a sociedade, embora fosse chamada de louca.

A resenha do filme explica que Estamira foi uma pessoa questionadora e renegou Deus por diversas razões. Mal sabia ler e escrever, mas tinha uma capacidade impressionante de explicar fenômenos naturais e humanos, completamente lúcida. Aos poucos o documentário mostra que na infância Estamira sofreu maus tratos, momentos antigos que refletiram em seu cotidiano. Daí para a frente só assistindo à história da vida real no Mentes em Ação.

A Cidade Universitária está localizada à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, Bairro Granja dos Cavaleiros.