BR-101 ficou interditada por quase cinco horas, entre Casimiro de Abreu e Silva Jardim - Eu, leitor, repórter - Eu, leitor, repórter

Ato começou às 4h e terminou por volta das 10h, desta segunda-feira (16), em Casimiro de Abreu e Silva Jardim

Desde a madrugada desta segunda-feira (16), o trânsito foi prejudicado na BR-101, em Casimiro de Abreu, por causa de uma manifestação de moradores que reivindicavam a instalação de uma passarela. O ato, que começou às 4h, terminou por volta das 10h, e a concessionária Arteris Fluminense informou que a paralisação começou às 4h05 da manhã, no KM-197. A retenção do tráfego foi inevitável e o congestionamento chegou a quase dois quilômetros. Houve paralisação também no município vizinho de Silva Jardim.

Segundo a ocorrência da Arteris, a manifestação de populares bloqueou ambas as pistas (norte e sul) no km 197,4 BR-101, no distrito de Professor Souza, em Casimiro de Abreu. Equipes da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e da concessionária foram acionadas para estarem no local. O bloqueio aos usuários nas praças de pedágio foi informado nos painéis de mensagens ao longo do trecho.

Por volta de 6h30 havia um quilômetro de fila de veículos parados na pista Sul e dois quilômetros na pista Norte. A Arteris informou que houve bloqueios aos usuários também nos acessos do Km-190, no distrito de Rio Dourado e no Km-236, em Silva Jardim. Às 7h10, o congestionamento chegou a dois quilômetros na pista sul e quatro quilômetros na pista norte. Às 08h15, o congestionamento já alcançava 6 quilômetros no sentido norte e dois quilômetros no sentido sul.

Em nota, a assessoria de comunicação da Autopista Fluminense esclarece que, não realizou qualquer tipo de bloqueio às passagens de veículos até o distrito de Professor Souza. A nota diz que, conforme acordado anteriormente com representantes da comunidade, a concessionária informou que o projeto para construção de um retorno em desnível (passagem inferior) do km 197,5 da BR-101/RJ – obra nova no contrato de concessão – foi elaborado e encaminhado para análise e aprovação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Até que esse seja realizado, o retorno provisório em nível existente no local será mantido. A concessionária comenta que, foi agendado um novo encontro com os moradores para próxima quarta-feira (18) para tratativas sobre o retorno provisório em nível do km 200 sul, em frente ao estabelecimento Oasis, visto que a concessionária já liberou o novo trevo em desnível (viaduto) do km 204 para o tráfego de veículos, também na região de Casimiro de Abreu, que substituirá o retorno provisório existente, promovendo manobras de retorno na rodovia com segurança.

1 COMENTÁRIO

  1. O QUE OS GOVERNOS MUNICIPAIS E GOVERNO ESTADUAL TEM QUE FAZER É IMPEDIR A COBRANÇA NA PRAÇA DE PEDÁGIO DE RIO DOURADO NO SENTIDO RIO E NO SENTIDO CAMPOS RJ, PARA PRESSIONAR A DUPLICAÇÃO DE RIO DOURADO ATÉ O TREVO DOS QUARENTA EM MACAÉ RJ !!! ENQUANTO NÃO FIZER A DUPLICAÇÃO DA RESERVA DA FAZENDA UNIÃO EM ROCHA LEÃO AO TREVO DOS QUARENTA NO MUNICÍPIO DE MACAÉ RJ !! A PRAÇA DE PEDÁGIO DE RIO DOURADO NÃO COBRE PEDÁGIO !!! POIS O TRECHO NÃO É DUPLICADO !!! QUE OS GOVERNOS MUNICIPAIS DE RIO DAS OSTRAS , CASEMIRO DE ABREU E MACAÉ RJ SE UNEM JUNTO COM O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO !!! E MOVAM UMA AÇÃO DE BLOQUEIO JUDICIAL CONTRA A AUTO PISTA FLUMINENSE / ARTERIS !!! PARA IMPEDIR A COBRANÇA DA PRAÇA DE PEDÁGIO DE RIO DOURADO !!! ATÉ A DUPLICAÇÃO NO TRECHO RIO DOURADO TREVO DOS QUARENTA EM MACAÉ RJ !!! ENQUANTO NÃO FIZER A DUPLICAÇÃO DESTE TRECHO ! IMPEDIR A COBRANÇA DE PEDÁGIO !!! ATÉ A CONCLUSÃO DA DUPLICAÇÃO DA BR 101 NESTE TRECHO PERIGOSO !!!

Comments are closed.