Léo Costa deixa o comando técnico do Macaé Basquete

0
1996
Técnico Léo Costa comandou o Macaé Basquete em quatro temporadas no NBB

Treinador irá assumir a equipe do Minas Tênis na próxima temporada do NBB

Valorizado após bons trabalhos à frente do Macaé Basquete nos últimos anos e por manter em evidência os projetos sociais (categoria de base, basquete sobre rodas e basquete na praça), o técnico Léo Costa foi convidado para assumir o comando técnico do Minas Tênis Clube na próxima temporada do Novo Basquete Brasil (NBB). Ao aceitar este novo desafio profissional, o treinador deixa a equipe macaense após 13 anos.

O técnico Léo Costa disputou quatro temporadas com o Macaé Basquete no NBB. Foram 129 jogos, 40 vitórias e 89 derrotas. Aproveitamento de 31%. Desde 2017 o clube não disputa a principal competição do país por não ter garantias financeiras necessárias para assegurar vaga na competição.

“Recebi há 15 dias uma ligação do supervisor do Minas sobre a possibilidade de trabalhar na equipe na próxima temporada. Como eles estão querendo iniciar o ciclo de contratações de atletas eu precisava tomar um decisão bem rápida. A apresentação dos jogadores acontece no dia 12 de agosto. O projeto do clube é bem ambicioso para esta temporada. Eles conseguiram recursos financeiros para fazer investimentos e querem brigar pelas primeiras posições. Trata-se de um desafio muito grande, mas é uma oportunidade muito interessante para minha carreira profissional”, disse Léo Costa.

A equipe do Minas Tênis possui no plantel dois jogadores convocados para a Seleção Brasileira, que irá disputar o Mundial da China. São eles os alas Alex e Leandrinho. “É fantástico por trabalhar com jogadores deste nível. Conheço o perfil deles. É sempre bom poder trabalhar com atletas de alto nível e isso facilita o trabalho da comissão técnica”, comentou o treinador.

Léo Costa comentou o atual momento do basquete brasileiro. Ele projetou um campeonato mais forte dos últimos anos para a próxima temporada. “A cada ano a Liga Nacional vem numa crescente de estrutura. O basquete vem aumentando seu número de fãs. Nesta última temporada, a Liga Nacional conseguiu uma divulgação em múltiplas plataformas com transmissão pelo Fox Sports, Band, ESPN, Facebook e Twitter, ou seja, aumentou demais o número de transmissão e de público assistindo o basquete. Este ano com certeza teremos um campeonato NBB mais forte de todos os anteriores”.

Ao se despedir, ele falou com muito carinho do Macaé Basquete. Não foi um adeus, e sim um até logo. “Macaé faz parte da minha história. Meus filhos nasceram aqui na cidade, eu tenho título de cidadão macaense, além disso, me considero um macaense. Acho que um dia, num outro momento oportuno eu volto para o Macaé e posso ter a oportunidade de dar continuidade aos projetos que eu fiz parte desta construção. Tenho maior carinho e orgulho disso. Vou comemorar as conquistas do Macaé a distância. Desejo o maior sucesso ao clube”, finalizou Léo Costa.