Jogador do Serra Macaense é emprestado ao Fluminense

0
769

Meia Mateus Santos, do sub-20, foi um dos destaques no Carioca B1/B2 e terá oportunidade na base do tricolor carioca

Aos poucos, talentos da categoria sub-20 do Serra Macaense vão mostrando o seu talento, se destacando e alçando voos mais altos na sua trajetória profissional. Depois do atacante Renato ser emprestado ao Botafogo, essa semana o clube anunciou que o meia Mateus Santos está indo para o Fluminense. O contrato com o tricolor carioca, que também é de empréstimo, foi assinado na manhã da última terça-feira (20).

O jogador, nascido em 2001, é mais um dos jovens talentos que surgiram nas categorias de base do Verdão e demonstrou toda sua qualidade no período, abrindo as portas em um dos quatro maiores times do Rio. Para o presidente Rodrigo dos Santos, mais um passo importante no reconhecimento da marca Serra Macaense.

“Estou muito feliz em concretizar mais uma operação de um atleta da nossa equipe sub-20, que teve um destaque muito grande no Estadual deste ano e com isso chamou atenção de muitos clubes grandes. Através disso, fechamos com o Fluminense esse empréstimo com opção de compra futura. Isso demonstra para nós, que estamos no dia a dia, que o trabalho desenvolvido nas categorias de base vem dando resultado muito positivo. Estamos todos felizes com essa oportunidade surgida ao Mateus. Como falamos para todos os atletas, agora é com eles desempenharem em campo o seu potencial, para que nosso clube possa ser ainda mais respeitado no mercado do futebol, onde estamos em busca do Selo de Clube Formador”, afirmou o mandatário.

Entusiasmado com a negociação, o jogador destacou a gratidão pelo Serra Macaense em sua despedida. “Tive uma experiência muito boa, onde pude aprender bastante em pouco tempo de clube. Conquistei amigos e irmãos graças ao Serra Macaense, um lugar onde fui muito feliz jogando, clube maravilhoso para minha vida, onde aprendi diversas coisas novas, filosofias dentro e fora de campo e consegui mudar minha vida. Sou grato pela oportunidade que me foi dada. Primeiramente pelo diretor Mário (Ferro), o presidente Rodrigo (dos Santos), nosso técnico Rodriguinho, pelas pessoas que me levaram até o Serra Macaense e me abriram portas, o staff todo, como a Tatiane, psicóloga, o (Tiago) Rosa, supervisor, o Genésio, massagista, enfim, todos que trabalham no clube. Sempre serei grato por tudo que aconteceu comigo no Verdão. Cresci, superei, lutei e venci as batalhas. Obrigado de coração Serra Macaense. Estou realizando um sonho com essa chegada ao Fluminense e quero agradecer também ao professor Luiz Felipe por essa oportunidade. Isso é só o começo da trajetória”, definiu.