Escritora lança livro de prevenção ao ‘bullying’ e outras violências

0
746

A escritora Cintia Rasma, Professora e Bacharel em Direito – especializada no Direito da Criança e do Adolescente -, lança o livro ‘Reino dos Iguais’

 

“Que este livro venha ser um instrumento de prevenção a todo tipo de violência gerada pela falta de respeito, constituindo a paz entre os homens”, declara a escritora Cintia Rasma, Professora e Bacharel em Direito – especializada no Direito da Criança e do Adolescente -, que deu um mergulho no mundo infantil e lança o livro ‘Reino dos Iguais’.

O lançamento acontece neste sábado (15), no Museu do Legislativo (Palácio Dr. Claudio Moacyr de Azevedo), a partir das 10h, onde a macaense recebe convidados em meio a muitos autógrafos.

A obra aborda a questão de educar para a paz. Segundo a escritora, a proposta do livro surgiu da sua percepção deste contexto de tantas violências que rondam a sociedade, uma delas que causa temor e receio do futuro: a violência constante dentro das escolas entre pessoas de um mesmo grupo e de faixa etária, sendo elas, psicológicas ou físicas.

“Por esse motivo senti a vontade de escrever um livro infantil que firmasse princípios básicos de convivência, sendo a matriz o respeito, pois trago em meu entendimento que tais fundamentos precisam ser trabalhados desde a tenra idade, neste contexto surge ‘Reino dos Iguais’, que tem uma proposta múltipla, pois este livro afirma, reafirma e consolida valores importantes para o desenvolvimento sadio com um objetivo majoritário de ser um instrumento de prevenção ao Bullying, fenômeno social que precisa ser tratado prioritariamente no seio da família, e secundariamente no ambiente escolar, local onde desencadeia toda lacuna de informação e de orientação advinda dos lares”, frisa a escritora acrescentando que ambiente nasce ‘Reino dos Iguais’, visando educar para a paz.

Reino dos Iguais

O menino Tito vivia em um reino onde os membros brigavam o tempo todo. Motivo pelo qual ele sente vontade de morar em outro lugar. Ao sair em busca de um novo lugar, conhece um reino onde prevalece a harmonia e a alegria, mas logo nos primeiros dias, Tito se sente incomodado e volta para o seu reino. Porém, leva toda a mensagem que aprendeu no reino dos iguais e seu reino conhece a paz.

 

‘Toque do Bem’

 

Exatamente no dia de hoje, 14 de dezembro, Cíntia Rasma lançou o livro ‘Toque do Bem’, que conta a história da menina Lia que não entendia alguns toques que recebia do Sr João. Esses toques não a deixavam feliz, porém ela tinha medo de contar para sua mãe, até que um dia a sua professora, Joana, fala sobre o toque do bem e o toque do mal, e então a Lia passa a entender o que estava acontecendo e nunca mais ela receberia o toque do mal.

“Atingi o meu objetivo com esta obra, de tratar o tema abuso sexual infantil de uma forma lúdica e leve sem ferir a inocência das nossas crianças”, disse a escritora, informando que este livro tem atingido leitores no exterior, inclusive, em Portugal e Estados Unidos..

 

Cíntia Rasma

Professora e Bacharel em Direito e especializada nos Direitos da Criança e do Adolescente, Cíntia Rasma revela que inciou a sua trajetória na área da Prevenção e Garantia dos Direitos Infanto-Juvenis no ano de 2007, na Secretaria Executiva da Infância e da Juventude, em Macaé, atuando como Coordenadora de Políticas Públicas. Na oportunidade, coordenou diversas campanhas educativas nas escolas municipais, escolas particulares e instituições.

Os temas sempre pertinentes às reais necessidades de informação da criança e do adolescente, visando sempre garantir o que está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente no que diz respeito ao princípio do proteção integral, tratando temas como ‘Álcool e outras drogas’, ‘Erradicação do Trabalho Infantil’, ‘Prevenção à Gravidez na Adolescência’, e por fim ‘Abuso Sexual’, o qual tem se dedicado mais intensamente nesses últimos anos.

Pautada no princípio de que a orientação é a melhor prevenção, Cíntia acredita que a conscientização, através da informação e discussão, reflete consequentemente em números menos alarmantes no que diz respeito ao ‘ferimento’ dos direitos básicos e fundamentais de cada criança.

Autora da frase ‘Criança Protegida hoje, Sociedade Segura amanhã’, Cintia Rasma acredita que sendo a criança protegida desde a sua tenra idade a sociedade será beneficiada.
No ano de 2012, Cíntia, recebeu Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Macaé, pelas mãos do Vereador Júlio César de Barros, pelos serviços prestados ao Município de Macaé à frente da Coordenadoria Macaé Contra a Pedofilia, sempre acessível e comprometida na defessa das crianças.

E desde então ela continua se dedicando a disseminar informações preventivas no intuito de combater a violência sexual contra as crianças, levando também a alguns municípios vizinhos, como Conceição de Macabu, Quissamã e Rio das Ostras, toda a proposta da Prevenção.