Eleições

306

Na abertura dos trabalhos em plenário da Câmara de Vereadores, a assistência do Legislativo estava ocupada por pré-candidatos às eleições gerais deste ano. Uma presença já esperada, já que se inicia o período das convenções partidárias. Se no plenário, ao menos, cinco parlamentares tentam consolidar projetos direcionados à Alerj, na assistência a população assiste um grande teatro de discursos ensaiados.

Surpresas

E a sessão de ontem da Câmara foi marcada pela ausência do prefeito, que poderia apontar as ações políticas preparadas pelo governo para esse segundo semestre do ano, e pelo início do mandato do vereador suplente Cristino Gelinho (PTC), que assumiu a cadeira vaga do vereador afastado Neto Macaé (PTC). Com um discurso esperado, Gelinho agradeceu o apoio de aliados políticos que ajudaram a garantir espaço na Casa, tudo em nome de Deus.

Pré-candidatos

Nesta quinta-feira (2), às 18h, acontece no Palácio Cláudio Moacyr de Azevedo, o Museu do Legislativo, a apresentação da lista de pré-candidatos a deputado estadual do partido Solidariedade. O evento contará com a participação do deputado federal Áureo, que vai disputar a reeleição. A solenidade é conduzida pelo vereador Maxwell Vaz (SD), um dos principais coordenadores de campanha da legenda na região.

Rede

Ontem (1), o vereador Marvel Maillet (REDE) participou da convenção do partido, no Rio de Janeiro, que homologou seu nome para disputar cadeira na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O parlamentar aposta na coligação entre a REDE e o PODEMOS, legenda que tenta lançar o senador Romário como candidato a governador do Estado. Marvel, com disposição de atleta, entra em uma briga bastante acirrada.

Onda

Com a onda de crescimento do projeto lançado por Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pela presidência da República, o delegado da Polícia Federal, Felício Laterça (PSL), pavimenta a sua candidatura a deputado federal. Assim como ele, Danilo Funke (PSOL) tenta aproveitar a “onda de esquerda”, liderada por Marcelo Freixo, para concorrer à cadeira no Congresso. Com a proximidade do pleito de outubro, os projetos políticos começam a se polarizar.

Urbanização

No Calçadão da Avenida Rui Barbosa, quem frequenta o centro comercial da cidade cobra do governo reparos imediatos no piso do pátio, que ainda é ocupado por vendedores ambulantes. As deformações no passeio acabam gerando riscos, especialmente para gestantes e idosos, que podem sofrer até acidentes. Os comerciantes aguardam com expectativa a realização da urbanização do local, prometida pelo governo ano após ano.

Homenagem

As instituições empresariais locais prestigiaram a homenagem recebida por Gilson Coelho, secretário executivo da Associação Brasileira das Empresas de Serviços do Petróleo (Abespetro), na sessão solene da Câmara. Agora, Gilson é Cidadão Macaense de título, entregue pelo vereador Maxwell Vaz (SD). E esse diploma reconhece a dedicação do especialista do setor offshore, em tornar Macaé forte de novo, através do petróleo.

Ompetro

O prefeito de Campos, Rafael Diniz (PPS), apertou o discurso em defesa da retomada da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro). De acordo com ele, a instituição estava desorganizada e abandonada nos anos em que foi conduzida por Macaé. Contra a mobilização “Menos Royalties, Mais Emprego”, ele conduz um novo diálogo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), para garantir repasses a todas as cidades.

Gastos

De acordo com o governo, quase 39 mil pessoas já se cadastraram para ter acesso a quatro passagens diárias de R$ 1, subsidiadas pelo governo. Com isso, já há uma expectativa de que sejam gerados gastos de mais de R$ 8 milhões por mês. No ano, mais de R$ 90 milhões poderão ser depositados pela gestão municipal nos cofres da SIT, diante da instituição do programa Macaé Cidadão. Mas cadê a economia?