Cai número de homicídios em Macaé, segundo dados do ISP

0
677
Resultados mostram mudanças importantes para o município, levando mais segurança para a população

Mês de março apontou redução de 65% em comparação ao mesmo período do ano passado, de acordo com o Instituto de Segurança Pública

Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostra queda no número de homicídios dolosos no mês de março, em Macaé. Em 2018, no mesmo período do ano passado foram registrados 13 assassinatos contra 6 casos no terceiro mês de 2019, ou seja, uma queda mais de 50%. Em janeiro do ano passado, a Polícia Militar registrou 14 mortes por arma de fogo contra 4 este ano.

Já o mês de fevereiro de 2019, houve um aumento de 30% nos caso de mortes, quando a PM registrou 14 homicídios contra 9 casos no ano passado, e mesmo assim os dados do ISP vêm apontando redução na criminalidade na cidade. Os dados foram divulgados pela Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico da Segurança Pública, na quarta-feira (24).

Dados também apontam que houve redução em roubo comercial em Macaé. Segundo relatório, o mês de março deste ano foi registrado apenas um caso contra 9 no mesmo período do ano passado. Em janeiro do ano passado foram 13 roubos a estabelecimentos contra 11 deste ano. Já o mês de fevereiro deste ano, a polícia registrou 5 casos contra 15 de 2018.

Para a Polícia Militar do 32° BPM, certamente um dos fatores que contribuíram com a redução da criminalidade no município, principalmente dos homicídios, é a integração entre as polícias e todos os outros órgãos que compõem a segurança pública.

“De um lado, a prevenção à criminalidade feita pela Polícia Militar e de outro a investigação criminal feita pela Polícia Civil que se somam ao trabalho da Polícia Científica e outros atores, sempre num todo em prol da comunidade macaense”, disse o comandante do 32° BPM, André Oliveira.

Para o comandante da Polícia Militar, tente coronel André Oliveira, a redução da criminalidade na cidade é resultado de diversos aspectos. “Operações conjuntas com a Polícia Civil, a intensificação das operações do Ministério Público e Polícia Federal, que atuam no estado. Juntos, formam um efeito sinérgico que eleva a cidade dentro do panorama nacional, proporcionando um cenário favorável de redução, principalmente dos homicídios”.