Amanda Amado lança o EP autoral ‘Diretriz’

0
415

A cantora macaense está trabalhando na gravação do EP intitulado ‘Diretriz’ para ser lançado até o mês de julho

Um clima de muita expectativa impera no meio dos fãs e do público em geral em torno da cantora Amanda Amado. A macaense, esbanjando brilho das grandes estrelas e iluminando os palcos com sua beleza e expressivo talento, está trabalhando na gravação do EP intitulado ‘Diretriz’, disco compacto com seis faixas, contendo músicas autorais e outras com parcerias.

Tendo celebrado 10 anos de carreira recentemente, a cantora consagrada no cenário artístico nacional informa que o lançamento da obra está previsto para julho deste ano.

“Este EP irá trazer uma nova roupagem à minha carreira. Além do samba, mostrarei outras referências, tais como MPB, Afoxé, dentre outros estilos que ando pesquisando para agregar ao meu trabalho. São músicas que trazem principalmente coisas que passaram por minha vida”, declarou a cantora.

Expressiva homenagem

Amanda revela que o EP ‘Diretriz’, apresenta numa das músicas, a primeira faixa da obra, uma linda homenagem ao seu pai, que na época que escreveu estava doente e a fez refletir sobre muitas coisas. “Dentre muitas reflexões, saiu ‘Diretriz’, frisou a cantora, acrescentando que o o EP é todo dedicado ao pai, Marcus Amado, que faleceu em março de 2017, em decorrência de complicações de um câncer. Segundo ela, a homenagem se estende à sua mãe, Fátima Amado. e sua avó, Tia Gessy. “Meu pai foi uma das pessoas que mais me inspirou e encorajou a lançar minhas próprias músicas”, lembrou.

‘Diretriz’

Amanda ressalta que o EP ‘Diretriz’ terá a canção ‘Yaya”, de sua autoria em parceria com Sávio de Araújo (ex-integrante da ART.1, que foi a sua primeira banda no periodo de 2004-2011); que faz referência à mãe d’água, Iemanjá, exaltando a fé e o amor.

A obra constará de outras canções que trazem o samba mais orgânico, com bastante percussão, swing e sem muitas influências do pop. “Eu quis fazer um som mais bruto, ‘colhido da terra’, ‘sem agrotóxicos’, mas ao mesmo tempo sem perder a jovialidade, porque quero conseguir conversar com os públicos de diversas faixas etárias, classes etc. É definitivamente um som para todas as pessoas e eu quero poder chegar em todos os lugares e conseguir conversar através das minhas músicas com todos”, frisou ela.

E conclui: “As músicas do EP consistem  em sentimentos e coisas vividas por mim de alguma maneira. Eu quis trazer mais autenticidade no meu primeiro trabalho autoral e senti necessidade de gravar e mostrar às pessoas que gostam do meu trabalho a minha mais pura verdade. Espero que gostem tanto quanto eu estou amando este trabalho.”

Merece destacar que o EP ‘Diretriz’ está sendo gravado em Campos dos Goytacazes, no Estúdio HB, do amigo e parceiro Anderson Honório, que abraçou o trabalho junto com o produtor musical, Ton Oliveira. Ambos são responsáveis pelos arranjos das canções e pela produção.