Zurich anuncia Hélio Batista como diretor de operação do Aeroporto de Macaé

2
2073

Empresa já organiza a transição na gestão do Aeroporto da cidade, substituindo a Infraero

Prestes a assumir por definitivo a concessão do Aeroporto de Macaé, a Zurich Airport Latin America anunciou nesta semana a contratação de Hélio Batista como o novo diretor de operações da empresa. Vencedora do leilão realizado pelo governo federal em março deste ano, a Zurich já organiza a transição nas gestões dos Aeroportos de Macaé e de Vitória, no Espírito Santo, substituindo a Infraero.

Com expectativa de assinar o contrato em julho, a Zurich se prepara para dar início ao processo de transição na gestão do Aeroporto da cidade, previsto para ser executado a partir de agosto. A indicação de Hélio foi chancelada pelo diretor da Zurich Airport na América Latina, Mattias Pörter, que esteve em Macaé nesta semana para participar da abertura da 10ª edição da Brasil Offshore.

Entre 2008 e 2016, Hélio Batista foi superintendente do Aeroporto de Macaé. Por um ano e quatro meses ele exerceu a mesma função à frente do Aeroporto de Jacarepaguá. Há um ano, Hélio pertenceu a equipe da prefeitura, na secretaria de Desenvolvimento Econômico, responsável por acompanhar o processo de concessão do Aeroporto.

“Esse é, sem duvidas, um novo desafio profissional para mim, mesmo já conhecendo a dinâmica do Aeroporto. O desafio maior agora é garantir que as operações áreas, offshore e comercial, acompanhem essa nova fase do mercado offshore, que exerce influência direta na economia de Macaé e da região”, afirma Hélio.

A Zurich arrematou a concessão dos Aeroportos de Macaé e de Vitória, no Espírito Santo, com valor de contribuição inicial de R$ 437 milhões.

2 COMENTÁRIOS

  1. Será que agora voltaremos a ter os voos entre Macaé e Campinas com os ATR-72 da AZUL?

    Já estamos esperando há muito tempo e, pelo que sei, o aeroporto já estás capacitado para tal.

    A AZUL já fez a experiência com os ATR-42 (ex-Trip) e acredito que não tenha se arrependido. O problema é que as aeronaves estavam muito velhas e dando muita manutenção.

  2. Tem alguma coisa errada nisto tudo. O cara era uma dos membros do governo no processo. Na verdade , ateé que se prove o contrário, a Zurich deve estar empurrando com a barriga este aeroporto uma vez que foi obrigado engolir o aeroporto quando o interesse era somente no aeroporto de Vitória.

Comments are closed.