UFRJ Macaé vai sediar curso de Gestão Estratégica de Negócios

984
As atividades serão oferecidas na sede do Campus, na Cidade Universitária

As atividades serão promovidas por acadêmicos e profissionais do curso de Engenharia de Produção do Campus 

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira vai realizar, a partir desta semana, o II curso de extensão de Gestão Estratégica de Negócios. As atividades serão promovidas pelo curso de Engenharia de Produção da UFRJ – Macaé. De acordo com informações, trata-se de um curso gratuito, com carga horária de 65hs. No total foram oferecidas 60 vagas.

O curso tem como objetivo apresentar os principais modelos de gestão estratégica, com ênfase em posicionamento e no modelo baseado em recursos para formulação de estratégias. Problemas e dificuldades específicos de implementação serão tratados com questões de cultura organizacional e de estrutura da empresa.

Ainda segundo informações, o público alvo são profissionais e gestores com nível superior que busquem atualização e que tenham como objetivo alavancar resultados por meio de uma gestão de negócios mais estratégica.

As atividades terão carga horária de 65 horas e as aulas serão ministradas no turno da noite, das 18h30 às 22h30. A previsão é que o curso seja oferecido até o dia 8/06. As atividades serão coordenadas pelo professor Thiago Gomes.

O Conteúdo Programático a ser abordado é: Liderança e Processos de Gestão; Plano e Modelo de Negócios; Gestão Estratégica de Marketing e Vendas; Gestão Estratégica de Finanças e Formação de Preços; Gestão Estratégica da Produção, Operações e Serviços; Estratégia Empresarial e Gestão de Projetos.

A UFRJ Campus Macaé tem a missão prioritária de alicerçar no norte fluminense o ensino, a pesquisa e a extensão, pilares que sustentam a universidade, favorecendo, nesta região, uma formação universitária de qualidade. Já os cursos de Engenharia oferecido no Campus objetivam formar engenheiros cuja qualificação (conhecimentos, habilidades e competências) os tornem aptos a atuar em diversos setores, seja no setor público, seja a serviço de empresas privadas ou como empreendedores de seus próprios negócios ou, ainda, em atividades de pesquisa e desenvolvimento científico-tecnológico.