Transporte

0
271

Dentro de uma semana, o governo colocará em prática uma verdadeira operação de guerra que vai interferir na rotina de mais de 50 mil pessoas que utilizam diariamente o transporte público. Com o fechamento do Terminal Central para obras, a Praça Veríssimo de Melo se tornará o novo ponto de integração da mais de 220 linhas municipais. Esta operação requer atenção dos passageiros, que vivem desde o Lagomar até o Sana.

Cartão

Falando nisso, mais de 140 mil cartões do programa Macaé Cidadão serão emitidos pela prefeitura, dentro do cadastramento feito com o apoio da SIT. Vale lembrar que a partir de sábado (29), data que o Terminal Central será fechado, só terá direito a passagem a R$ 1 quem apresentar o documento. Fora isso, a tarifa valerá R$ 3,05 por viagem, lembrando que todos terão direito a integração, que será mantida por tempo indeterminado.

Ginásio

Outra obra de reforma esperada pela população é a do Ginásio Poliesportivo, determinada pela Justiça, com base em ação proposta pelo Ministério Público. Por enquanto, o prédio abandonado é um esqueleto na divisa entre o Riviera e o Sol Y Mar, representando assim a decadência de uma era de ouro do esporte na cidade. A licitação para a realização das obras ainda depende de liberação do Tribunal de Contas, para ser colocada na rua.

Vendas

O comércio da cidade tem apostado alto nas vendas para o Dia das Crianças e já prepara ações promocionais que visam atrair a atenção dos clientes, e combater especialmente a venda de produtos pela internet. Estima-se que mais de 30% das compras efetuadas na cidade, de artigos como brinquedos, são realizadas via virtual, o que exige das lojas físicas uma atenção maior para garantir o equilíbrio do faturamento.

Entrega

Por outro lado, é arriscado apostar nos Correios como serviço de entrega de mercadorias adquiridas pela internet. Desvios e atrasos são os principais problemas encarados por quem ainda utiliza o serviço. Hoje, lojas virtuais preferem contratar entregas privadas, mesmo que isso gere uma taxa de envio, que encarece o produto. Porém, consumidores acham bem mais vantagem recorrerem a esse tipo de demanda, do que acreditar na autarquia federal.

Feira

Na próxima semana, empresários da cidade estarão no Rio de Janeiro para participar da edição da Rio Oil and Gás, considerada como a segunda maior feira do petróleo no mundo. Lá, a equipe da Reed Exhibitions Alcântara Machado pretende aumentar o número de expositores da edição histórica da Brasil Offshore, que ocorrerá em 2019. Além disso, discussões sobre o futuro das operações da Bacia de Campos também irão envolver lideranças políticas e empresariais locais.

Emprego

Macaé mantém saldo positivo na geração de postos de trabalho neste ano, o que representa a recuperação, mesmo que gradativa, da economia local. Porém, todos os profissionais que buscam se alocar no mercado precisam investir em qualificação. Isso é a única garantia de contratação, seja na área offshore, ou em qualquer outro setor. Apesar da superação da crise, a disputa por vagas ainda é intensa, e só vence quem realmente for melhor.

Investigações

Na onda da Fake News, a Polícia Civil do Estado orienta a população para não acreditar em vídeos ou imagens repassadas sobre crimes não devidamente investigados. Nesta semana, uma tentativa de assalto que ocorreu em Londres, correu pelas redes sociais como se o caso tivesse acontecido na cidade do Rio. O mesmo já aconteceu em Macaé, na caso sobre ação da Vigilância Sanitária, que foi em Roraima, mas disseram que o flagrante foi feito no Lagomar.

Eleições

Na reta final da campanha, os candidatos de Macaé investem pesado na divulgação de materiais, seja através de adesivos colados em carros, seja por bandeiras que se espalham pela cidade, especialmente na parte Norte. As caminhadas e reuniões também ajudam a coletar os votos dos indecisos. Quem tem entrada no governo, busca o apoio do secretariado para alcançar mais pessoas. E isso já é um ponto a ser visto pela Justiça Eleitoral.