Reabastecimento

344

Reabastecimento

Das 14h de terça-feira (29), até o início da manhã de ontem (30), filas rodavam os arredores dos postos de gasolina da cidade, reabastecidos após o fim dos bloqueios aos caminhões que transportam combustíveis para a região. Aos poucos, a oferta de álcool, gasolina e diesel passa a atender aos motoristas da cidade, que encararam cerca de 10 dias sem abastecimento. Por enquanto, a procura pelo produto ainda será intensa, o que requer paciência.

Preço
No entanto, com correria ou sem correria, a gasolina segue sendo vendida acima dos R$ 5 o litro. Já o diesel baixou para algo em torno dos R$ 3,60, após manobra do governo federal para enfraquecer a mobilização dos caminhoneiros. O álcool também segue na casa dos R$ 3,70. Na prática, mesmo com a pressão popular, não houve nenhum tipo de reajuste eficaz, que representasse a insatisfação dos motoristas da cidade sobre o alto preço dos combustíveis.

Comida
Aos poucos, mercados e hortifrutis também estão sendo reabastecidos, graças ao empenho dos motoristas de caminhão responsáveis pelo escoamento da produção agrícola e pecuária da região. O movimento nesses estabelecimentos foi grande durante todo o dia de ontem, tanto em função do desabastecimento, quanto pelo feriado de Corpus Christi, celebrado nesta quinta-feira (31). Mas, supermercados irão abrir hoje, para atender a demanda do povo.

Tensão
Na Câmara de Vereadores, o clima ainda segue acirrado, mas não apenas entre a base aliada do governo e o bloco de oposição. A bancada governista ainda vive atritos internos, que acabam sendo expostos durante os debates em plenário. Nesta semana, o atual líder, Julinho do Aeroporto (MDB), e o ex-líder Márcio Bittencourt (MDB) se desentenderam na forma de defender a secretaria do Ambiente. E isso não é bom para a gestão municipal.

Cemitérios
Realmente é crítica a situação dos moradores da Serra, em função da superlotação dos cemitérios que atendem a região. Há anos que as Associações de Moradores de Glicério e da Bicuda tentam, com o governo, garantir a abertura de novos campos santos, com objetivo de evitar a migração de cortejos fúnebres dos distritos e localidades, até o Memorial. Por enquanto, há uma promessa de que a situação será definida em breve. Vamos aguardar!

Segurança
Um passo significativo será dado na segurança pública da cidade, caso o governo oficialize proposta que foi anunciada pelo comando do 32º Batalhão de Polícia Militar. A proposta é que a prefeitura regulamente as novas atribuições da guarda, alugue viaturas de ronda que passarão a ser compartilhadas com os soldados da PM. Inclusive, essa proposta já é dada como certa pela alta cúpula da intervenção militar, que esteve em Macaé na semana passada.

Água
Mesmo com a normalização parcial de serviços essenciais à rotina da cidade, a Nova Cedae ainda solicita à população da cidade que reduza o volume de consumo de água durante os próximos dias. O estoque de produtos químicos utilizados na estação de tratamento ainda não foi reposto, o que deve ocorrer em breve. Vale lembrar que o consumo consciente dos recursos naturais é sempre essencial, independente de crise ou de paralisação.

Entregas
Já nos Correios, a demanda acumulada de entrega de objetos postais ainda vai dar muita dor de cabeça para a população da cidade. Além dos transtornos comuns a qualquer época do ano, o alto volume de correspondências que não chegaram na cidade nos últimos 10 dias vai impactar ainda mais o setor de distribuição no São José do Barreto, onde filas diárias já demonstram o mecanismo ultrapassado do sistema da autarquia.

Feriadão
Muita gente vai aproveitar o feriado desta quinta-feira (31) para emendar dias de descanso. Com a recomposição gradativa dos combustíveis, famílias e grupos de amigos já estão de malas prontas para pegar a estrada. Como sempre, a cidade ficará vazia. Já destinos como Cabo Frio, Armação dos Búzios e Arraial do Cabo terão o comércio e o turismo bastante movimentados. Já está na hora de Macaé também entrar neste circuito.