Equipe do DER instala passarela de ferro para a passagem de pedestres

Passarela de ferro está sendo montada no local, após enxurrada ter derrubado alicerce durante as chuvas. Autoridades acionam Exército

A região serrana de Macaé foi uma das mais afetadas pela chuva nessa última semana. O volume foi tão grande que uma ponte do distrito de Trapiche caiu, e na manhã de sexta-feira (9), uma nova estrutura começou a ser montada no local. A ponte faz parte da RJ-162, e está sobre o Rio São Pedro. A forte correnteza que se formou com a enxurrada teria abalado a estrutura. A situação preocupa dezenas de moradores do distrito que residem às margens do rio, bem perto da ponte. Eles relatam que a cada chuva o risco do barranco cair aumenta.

A rodovia é de responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). No início da manhã de sexta-feira (9), o órgão enviou uma passarela para o tráfego de pedestres, onde uma estrutura de ferro começou a ser montada. Quem depende do transporte público vai precisar fazer a baldeação para utilizar o serviço. Enquanto o tráfego de veículos não for liberado, haverá apenas um caminho alternativo que é a ‘Estrada da Turma’, mas a via não apresenta condições favoráveis para o tráfego de automóveis, onde apresenta buracos, lamas e falta de iluminação pública.

Segundo a Defesa Civil de Macaé, foram registradas mais de 240 milímetros em 24 horas, quase o dobro da média histórica para o mês de novembro que é 140 milímetros. Com o decreto, autoridades e agentes da Defesa Civil estão autorizados a entrar nas casas para prestar socorro.

Exército poderá auxiliar na recuperação da ponte

Os vereadores Maxwell Vaz (Solidariedade) e Luíz Fernando Pessanha (PTC) protocolaram na tarde da última quinta-feira (8) um ofício pedindo a ajuda do Exército Brasileiro na construção de pontes na região serrana de Macaé. Os parlamentares estão focados em resolver com maior urgência a situação do distrito de Trapiche que ficou completamente isolado por conta da queda da cabeceira da ponte.

Maxwell e Luíz Fernando conseguiram, através do Gabinete de Crise, montar o documento com o próprio prefeito Dr. Aluízio, solicitando o socorro emergencial dos militares. O ofício foi entregue ao sub-comandante do Forte Marechal Hermes, Capitão Garani, que está dando prosseguimento à solicitação. “Com a formalização do pedido os militares, com a sua engenharia, poderão auxiliar emergencialmente o município na construção das pontes e socorro às famílias que estão isoladas”, explicou o vereador Luiz Fernando.

Maxwell contou que ao analisar a situação junto com Luíz Fernando concluiu que era necessário contar com o Exército. E que o Gabinete de Crise teve a mesma avaliação. “Analisando a situação de calamidade que Macaé se encontra, principalmente a região serrana, em que Trapiche perdeu a cabeceira de uma ponte, eu e o vereador Luíz Fernando, resolvemos procurar o Exército e nos informar como poderíamos solicitar ajuda. O sub-comandante, Capitão Garani, nos recebeu e pediu que preparássemos um ofício. Nesse momento de calamidade é preciso integrar, unir forças para resolver os problemas das nossas comunidades”, comentou.

O pedido encaminhado ao Exército tem como base o decreto municipal 153/2018, publicado na sexta-feira (9), que declara oficialmente Situação de Emergência no município, mediante os impactos ocasionados pelas chuvas que atingem a cidade desde a madrugada de quinta-feira (8).

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.