Polícia Civil procura pelo ex-jogador do Macaé Esporte

0
3157
Ex-jogador do Macaé Esporte, Joílson Moreira de Souza, de 33 anos, está desaparecido desde o dia 26 de outubro

O ex-atleta Joilson Moreira de Souza, de 33 anos, está desaparecido desde o mês passado

O ex-jogador de futebol do Macaé Esporte, Joilson Moreira de Sousa, de 33 anos, está desaparecido há 32 dias. Ele, que jogava na posição meia direita foi visto pela família no dia 25 de outubro, quando foi até a casa de sua mãe para participar de um almoço, e no dia seguinte, não foi mais visto.

Segundo o irmão do ex-atleta, Oséas Moreira, Joilson  trabalha embarcado em uma empresa multinacional e desembarcou no dia 24 de outubro, e no dia seguinte esteve com a família. “Na manhã do dia 26 de outubro, o meu irmão estava conversando pelo whatsapp com a namorada e depois não foi mais visto. Segundo informações de amigos, ele foi visto com o carro parado em frente o supermercado Atacadão, no bairro São José do Barreto. A partir desse dia então, não  conseguimos mais contatos com ele”, explicou Oséas, confiante na quebra de sigilo telefônico para tentar localizá-lo.

Segundo amigos e familiares, Joilson saiu de casa por volta de 10h30, vestindo uma bermuda, camisa preta e sandálias no seu automóvel, um modelo C4 da Citroen de cor prata. Joilson é irmão do jogador do Macaé Esporte, Marcos Moreira, o ‘Marquinho’, bastante conhecido do público. De acordo com o atleta, a família está desesperada com o sumiço do irmão.

Oséas conta que o desaparecimento do irmão é um mistério  e nenhum vestígio foi deixado por ele. “Fomos até a residência dele, – no bairro Vila Badejo -,  para tentar encontrar alguma pista, mas sem sucesso. Minha mãe e toda a família têm sofrido com a falta de resposta e a angústia só aumenta cada dia que passa. É um rapaz sossegado, não usa drogas, não costuma viajar. É uma pessoa querida e costuma frequentar os mesmos lugares na cidade”, desabafou.

Um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de Joilson foi registrado na Delegacia de Polícia de Macaé. Oséas contou que o celular do irmão está desligado e o carro que ele dirigia não foi localizado em lugar nenhum.

A Polícia Civil de Macaé explica que aguarda quebra de sigilo para tentar descobrir onde ele esteve na última vez em que teve sinal no celular.

“Nós já fizemos várias buscas no Instituto Médico Legal, nos hospitais de Macaé, nas cidades vizinhas, mas não obtivemos nenhum sinal de meu irmão. Estamos muito nervosos e preocupados. Peço que se alguém souber de algo que ajude-nos e também ajude a polícia a saber o paradeiro de Joilson”, concluiu Oséas.