Entrada do Parque da Cidade, na Praia Campista, é convidativo para usuários e até mesmo tráfico de drogas - Arquivo

Espaço que deveria ser para o lazer, acabou se tornando local de consumo de drogas, prostituição e assaltos no entorno

Sem mudanças, o Parque da Cidade, situado no bairro Praia Campista, segue com o espaço completamente esquecido pelo governo municipal. Este abandono reflete diretamente na questão da segurança no local. Mesmo com o patrulhamento da Polícia Militar (PM), o Parque da Cidade é alvo de vândalos e de usuários de drogas, sendo que este cenário é antigo e nada é feito para se obter mudanças.

O lugar, que é rodeado por duas comunidades que vivem se confrontando – Morubá e Favela da Linha -, já ganhou reforços após o Conselho Comunitário de Segurança de Macaé interceder junto à Polícia Militar (PM) para melhorar ali o policiamento. Esta medida foi fundamental para diminuir os casos de assaltos relatados pelos moradores do bairro.

O Parque da Cidade já foi base da Guarda Municipal e recebeu alguns eventos importantes da cidade. Entretanto, mesmo assim, em nenhum momento recebeu as melhorias necessárias para se tornar uma boa área de lazer.

O consumo de drogas pode ser observado durante a luz do dia, quando alguns usuários se reúnem em determinados espaços e não fazem questão de permanecer escondidos. O espaço, que deveria ser destinado aos programas de incentivo ao esporte e lazer, a fim de proteger a juventude contra os males das drogas, continua sendo ocupado por traficantes e marginais.

Lamentavelmente, fato é que, mesmo diante das frequentes reclamações de moradores sobre o abandono e insegurança do Parque da Cidade, nada é feito para mudar este cenário.

1 COMENTÁRIO

  1. Como sugestão, o parque poderia se tornar um ponto específico para foodtrucks. A atração serviria de um tipo diferente de polo gastronômico e contribuiria para o turismo.

Comments are closed.