O início de semana com o sorriso de Sueli Gonçalves

0
1105

ESTÁ MUITO DIFÍCIL. O STF (Supremo Tribunal Federal) votou nessa 6ª feira (21) por manter a decisão da liminar concedida pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, que suspende o acordo coletivo dos funcionários dos Correios. Depois da decisão da Corte, os trabalhadores decidiram manter a greve iniciada em 17 de agosto. Dias Toffoli concedeu liminar que suspendeu 70 das 79 cláusulas do acordo. Entre elas, vale-alimentação, licença maternidade de 180 dias, auxílio creche, auxílio para filhos com necessidades especiais, 30% do adicional de risco, adicional noturno e horas extras. Com a decisão do STF, os funcionários precisam negociar 1 novo acordo. “Dada a decisão, a categoria não tem outra escolha senão a ampliação da resistência e orientação a todos os sindicatos filiados para encaminharem o endurecimento da greve em todo o país por tempo indeterminado”, lê-se na nota.

OPÇÕES. Como já faz parte do nosso vestuário, porem em caráter de proteção as máscaras tem sido usadas em estilo “fashion”. Cores e estampas que combinam com as roupas usadas no dia a dia. Hoje, uma pessoa não possui só duas máscaras “lava e seca”. Basta observar nas ruas.

MASCNE. É o nome dado ao uso das máscaras com excesso de protetores solares e maquiagens por baixo delas. Muita gente já está procurando dermatologistas porque o uso das máscaras estão criando acne no rosto.

CORRIDA. Já começaram os anúncios das candidaturas a vereador e prefeito em Macaé. No atual momento a “coisa” corre pelas redes sociais. Deixo claro que ficar recebendo mensagens chatas de candidatos no telefone parece uma invasão. Ainda acredito no antigo sistema: Peça seu voto! Seja claro e objetivo. Ficar enviando material por “mala direta” é um terror!

APERTO. A capital do Paraguai, Assunção, e sua área metropolitana, de aproximadamente 2 milhões de habitantes, estão desde este domingo (23) submetidas a uma “quarentena social” com a qual o governo busca aplanar a curva de contágios da Covid-19.
A medida se estenderá até 6 de setembro e estabelece a livre circulação de pessoas entre as 5h e 20h (horário local e de Brasília). Fora desse horário, a polícia só permitirá a circulação de trabalhadores com carteira assinada, exceto os casos de emergência.
“O uso de máscaras é obrigatório em lugares fechados”, diz o decreto assinado pelo presidente Mario Abdo.