Novo treinador do Serra Macaense fala sobre as expectativas

456
Rodrigo Rodrigues dos Santos fará sua estreia no comando técnico contra o Duque de Caxias, sábado

Rodrigo Rodrigues dos Santos assumiu o comando da equipe profissional após a saída de Luís Felipe

Com o anúncio recente da saída do técnico Luís Felipe, que se desligou para assumir a equipe Sub-20 do Ceará, o Serra Macaense já definiu quem será o seu substituto. Trata-se do profissional Rodrigo Rodrigues dos Santos, de 43 anos, que já trabalhava no clube há três anos como auxiliar-técnico.

A sua estreia como treinador do Verdão será no próximo sábado (4), no jogo contra o Duque de Caxias pela quinta rodada da Taça Corcovado, segundo turno do Campeonato Carioca- Série B1. Nessa partida, Luís Felipe fará a sua despedida do clube, atuando ao lado de Rodrigo como auxiliar-técnico no reservado.

Ao longo de sua vida profissional, Rodrigo atuou como jogador. Em 2012, aos 37 anos, resolveu encerrar a carreira e viver em Macaé. “Quando menino, passei por categorias de base, chegando até ao profissional aos 17 anos. Tive passagens por clubes, inclusive, da Europa e Ásia. Neste período conquistei alguns títulos e sempre exerci liderança”, relembra.

Ele ressalta que, a partir daí, decidiu criar um projeto para crianças em uma comunidade da cidade. E foi por meio disso que recebeu o convite do clube para atuar na busca de levar o time profissional à primeira divisão do Cariocão.

“No primeiro ano como auxiliar, já conseguimos o acesso à Série B1 e o título com a equipe do Sub-20. São quase três anos de experiência como auxiliar técnico. Agora, como técnico efetivo, vejo essa missão como uma oportunidade que todo profissional almeja em algum momento da carreira, de assumir a equipe principal”, explica.

Atuando ao lado de Luís Felipe nos últimos meses, o novo comandante destacou o trabalho feito pelo antigo técnico. “Nossa relação sempre foi de respeito, amizade e admiração. Neste período foi recíproco o companheirismo que é necessário para que conseguíssemos ter a mesma base de pensamento. O Felipe e eu tínhamos o mesmo sonho: de levar o Serra à 1ª divisão. Então agora é continuar com este mesmo objetivo podendo também passar para a equipe minha experiência como jogador, dando assim minha parcela ao brilhante trabalho iniciado por ele”, enfatiza.

Apesar de otimista com a nova função, Rodrigo destaca que não esperava pelo convite. “Não imaginava. Mesmo o Felipe fazendo um grande trabalho, a gente sempre espera que se feche um ciclo. Mas como em toda minha carreira, sempre procurei esperar o tempo certo de Deus e estar pronto para as oportunidades quando elas surgissem. Com isso, me sinto preparado para assumir uma equipe como treinador principal”, conta ele reforçando que o desejo de levar a equipe até as semifinais permanece vivo. “Esse sonho não termina com a saída do Felipe, porque é o sonho de toda equipe”, completa.

Por fim, ele fala sobre as expectativas. “Como todo bom iniciante, a gente sonha grande, mas agora penso em classificar o time para as semifinais, conquistar uma das vagas para a seletiva e levar o Serra Macaense à realização do sonho de conquistar o acesso à Elite do Campeonato Carioca”, finalizou.