Novo suplente assume vaga no retorno das sessões em plenário

1
587

Cristiano Gelinho foi convocado pela presidência da Câmara para ser empossado nesta quarta-feira

Ao retornar hoje (1º) os trabalhos legislativos em plenário, após o fim do recesso parlamentar, a Câmara Municipal de Macaé também volta a ser composta pela formação original de 17 vereadores. Seguindo convocação publicada ontem (31), o presidente da Câmara, Dr. Eduardo Cardoso (PPS) dará posse ao vereador suplente Cristiano Gelinho (PTC), que assume a cadeira do vereador afastado pela Justiça, Neto Macaé (PTC).

Primeiro suplente da coligação “Macaé mais humana”, formada pelo PTC e PHS nas eleições de 2016, Cristiano Gelinho obteve 1.063 votos. Apesar de ter concorrido a outras eleições na cidade, sempre na vaga de vereador, essa será a primeira vez que o parlamentar suplente terá a chance de ocupar cadeira no plenário.

A convocação de Gelinho acontece exatos 126 dias após o afastamento de Neto Macaé, preso em flagrante pela Polícia Federal em 27 de março deste ano, sobre a acusação de peculato. Ele ainda responde processo na Justiça por obrigar assessor a devolver parte de salário.

Após permanecer em presídio de Campos por 52 dias, em virtude de prisão preventiva, Neto responde as acusações atualmente em liberdade. Porém, não obteve autorização para reassumir as funções em plenário. Com isso, Gelinho terá direito a nomear 10 assessores para o seu gabinete, vagas antes ocupadas por indicados por Neto.

Há dois meses, a Câmara deu posse ao vereador suplente Robson Oliveira (PSDB), que assumiu a cadeira deixada por José Prestes (PPS), afastado pela Justiça também sob investigação da prática de cotização de salário de assessores, que envolve também um ex-assessor e um ex-secretário de Agroeconomia.

Depois de 30 dias de recesso, a Câmara inicia hoje o segundo período do segundo ano de mandato.

1 COMENTÁRIO

  1. VEREADOR EM MACAE JÁ SE ELEGE ROUBANDO, NÃO ESTAO NEM AI PARA O ELEITOR. AINDA TEM MUITO MAIS PRA SER PRESO, MAS SÃO PROFISSIONAIS E SABEM ESCONDER.

Comments are closed.