Mário Júnior recebe alta e deve comandar o Macaé Esporte diante do Friburguense

0
1266

Técnico do Leão estava internado desde o dia 18 de dezembro, quando passou mal durante o treino. Treinador teve alta no último dia 31 e se reapresenta hoje no clube

Depois de 12 dias internado, o técnico do Macaé Esporte, Mário Júnior, deve voltar aos trabalhos nesta quinta-feira (2), quando o elenco se reapresenta visando o próximo jogo da Seletiva do Campeonato Carioca 2020.

O treinador vinha se recuperando depois de sofrer uma crise de hipoglicemia. Ele estava internado no HPM, onde recebeu alta na última terça-feira (31). O treinador de 41 anos, que é diabético, se sentiu mal durante atividade da equipe no dia 18 de dezembro e foi encaminhado ao hospital.

Já recuperado, ele ressalta o trabalho do time na temporada. O Macaé soma uma derrota (3 a 1 para o América) e uma vitória (2 a 0 diante do Nova Iguaçu no último domingo). A equipe está, atualmente, em terceiro lugar na tabela com três pontos (50% de aproveitamento), um a menos do que o América (2º lugar) e da Portuguesa, líder da competição com seis pontos.

“Estou muito feliz com o comportamento do time. Estive em contato com o grupo durante a internação. Nosso elenco é forte e sei que todos entenderam a minha proposta de jogo. Só tenho a agradecer a todos da comissão técnica pela sequência no trabalho. Agora é seguir com empenho para conseguir a classificação”, disse o treinador.

Mário Júnior comandará a equipe na próxima rodada. O Macaé Esporte volta a campo no próximo sábado (4), quando encara a Friburguense, em casa, no Estádio Cláudio Moacyr, o Moacyrzão

As duas equipes não se encontram dentro de campo desde abril de 2016, quando o time de Nova Friburgo levou a melhor ao vencer o Leão por 1 a 0 pelo Campeonato Carioca. No histórico, as duas equipes estão empatadas com três vitórias cada e três empates. A última vitória do Alvianil diante do Friburguense foi em Março de 2012, quando levou a melhor por 3 a 1 diante do adversário. Em saldo de gols, o Macaé leva a vantagem de 14 contra nove gols.

O rival foi Campeão da Série B1 em 2019 e, no momento, é o lanterna na Seletiva com duas derrotas. O atacante do Friburguese, Ziquinha diz que o time não pretende facilitar a vida dos donos da casa.

“Temos agora que fazer a nossa parte, levantar a cabeça e manter o foco no jogo contra o Macaé. Sabemos que não depende só da gente, mas antes de mais nada precisamos buscar as três vitórias e esperar. Deus sempre nos abençoou. Esse grupo já saiu de situações muito mais difíceis do que essa. Então, eu acho que se a gente se fechar, como tem acontecido, e acreditar, a gente vai conseguir sair dessa”, aposta o jogador.