O município tem 7.168 casos de coronavírus confirmados, sendo 5.284 por testes sorológicos e 1.884 por teste RT-PCR (swab)

Macaé está classificada na faixa verde, e a taxa de reprodução do vírus está em 0,87 e de letalidade 1,8%

Mesmo mantendo os cuidados necessários para conter a contaminação do coronavírus, atendendo todos os protocolos exigidos, Macaé vem demonstrando que está enfrentando muito bem a pandemia. Neste sentido, o município encontra-se na fase de menor risco da Covid-19, sendo o primeiro do estado do Rio de Janeiro a entrar nesta classificação da Faixa Verde, ou seja, de baixa contaminação.

Nesta sexta-feira (21), Macaé registrou 6.902 casos de coronavírus confirmados, sendo 5.147 por testes sorológicos e 1.755 por teste RT-PCR (swab). Destes, 6.821 pacientes recuperados/removidos (total de recuperados mais quantidade de óbitos). No caso de óbitos, a cidade pulou de 121 para 124, aumentando o número de mortes.

Assim, as taxas do município, nesta sexta-feira (21), são: de ocupação de leitos terapia intensiva SUS Covid-19, 18%; de reprodução do vírus 0,87; e de letalidade 1,8%.
Para este novo período, o governo municipal autorizou a reabertura gradual do comércio, academias, shoppings, restaurantes, entre outros. “Chegar na faixa verde representa um momento em que a pandemia, teoricamente, não está em ascensão”, destacou Dr. Aluizio, afirmando que ainda não há previsão para retomada das atividades educacionais de forma presencial.

A flexibilização das atividades segue o Plano de Retomada elaborado pelo governo municipal e já apresentado ao Ministério Público e que define o modelo de restrição para cada uma das quatro faixas de risco de Covid. “O que a gente precisa, agora, é da colaboração e conscientização de cada um, principalmente para o uso de máscaras nas ruas. O cuidado nunca é excessivo, a prevenção nunca é equivocada”, salientou.