Fiscalização

0
314

O acidente registrado no posto em Imboassica, na noite de terça-feira (17), serve como uma alerta sobre a necessidade de fiscalização, tanto na venda de combustíveis, quanto no aparelhamento de veículos que passam a utilizar o gás natural como combustível. Essa conversão passou a ser adotada com mais frequência na cidade em virtude dos recorrentes aumentos da gasolina, que hoje ultrapassa a casa dos R$ 5 o litro na cidade.

Reajuste

Neste mês, contribuintes de Macaé se assustaram com o reajuste na conta de luz, tanto em relação ao consumo, quanto da contribuição com o sistema de iluminação pública. Na linha da bandeira vermelha, o consumo chega a ficar duas vezes mais caro. Já a taxa que é repassada pela Eneel/Ampla à prefeitura chega aos R$ 11 para a pessoa física, e quase R$ 40 para pessoa jurídica. E não há tendência de que isso se reduza em médio prazo.

Delegacia

O governo municipal já prepara o atendimento às ressalvas previstas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), no edital de licitação para a construção da delegacia de homicídios de Macaé, que abrigará também um núcleo dedicado à proteção das mulheres. O projeto tem a parceria com o governo do Estado, que cedeu área para a implantação do empreendimento, com a garantia de mobilhar o espaço e designar efetivo.

Aeroporto

Nesta quinta-feira (19), as instituições empresariais recebem o Secretário de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, que apresentará um workshop sobre as potencialidades da concessão do Aeroporto de Macaé. O assunto ainda cria um imbróglio político entre o governo do Espírito Santo e o grupo empresarial macaense, pauta abraçada pelo governador Pezão (MDB) e pelo deputado estadual Christino Áureo (PP). O encontro promete ser bastante produtivo.

Campanha

A partir desta sexta-feira (20), uma enxurrada de mensagens deve ser disparada pelas redes sociais e por aplicativos de mensagem, confirmando a pré-candidatura de políticos macaenses a vagas na Alerj e no Congresso Nacional. Da Câmara, surgem ao menos quatro nomes. Da classe social do município, três já confirmaram vontade de concorrer ao pleito. Há ainda nomes conhecidos da cidade, porém não genuinamente macaenses.

Ocorrências

O grande desafio da população macaense hoje é conseguir registrar ocorrência na delegacia. Por mais que haja a orientação de adiantar o processo pela internet, o registro esbarra no volume de outros procedimentos efetuados pela única unidade da Polícia Civil. Isso representa o quanto Macaé precisa de atenção da secretaria estadual de Segurança Pública para atender, com qualidade, a demanda diária da sociedade.

Invasão

Na região do Bosque Azul, volta a crescer a apreensão sobre a ocupação de imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida, que ainda devem ser entregues pela prefeitura. Famílias que não passaram pelo processo de cadastramento realizado pela secretaria de Habitação, tentam a todo custo ter acesso ao apartamento. Muitos são de comunidades e tentam fugir do confronto diário entre as facções criminosas e a Polícia Militar.

Descanso

Na Câmara de Vereadores, a palavra de ordem ainda é o descanso. Embora haja uma série de trabalhos iniciados pelas Comissões, o recesso parlamentar é seguido à risca pela maioria dos parlamentares. Apenas reuniões políticas ocorrem nos gabinetes. Vereadores da situação peregrinam por secretarias, na tentativa de ver suas demandas serem atendidas. O pão, o café e o queijo ajudam a consolidar os pedidos. Fica a dica!

Multas

Muitos motoristas da cidade não sentem confiança ao cruzar semáforos fiscalizados por radar eletrônicos. Há reclamações de que multas estão sendo aplicadas de forma indevida. O mesmo ocorre para os condutores que estacionam veículos na área central da cidade. Poucos conseguem ver os parquímetros ou os funcionários da Rek Park. Mas, muitos são surpreendidos com os talões de cobrança que podem acabar virando punições.