Curso de Medicina da UFRJ celebra 10 anos em Macaé

0
2296
Colação de grau da primeira turma do curso de Medicina do município de Macaé

Para marcar a data, serão realizadas solenidades abertas à comunidade na Cidade Universitária

O curso de graduação em Medicina, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)-campus Macaé, completará 10 anos na próxima quarta-feira (21). Para marcar a data, serão realizadas solenidades abertas à comunidade, que visam fortalecer a integração entre a UFRJ e o município de Macaé.

Na quarta-feira (21) serão realizadas três cerimônias, uma delas reunirá ainda o corpo social dos cursos de Enfermagem e Obstetrícia e de Nutrição da UFRJ-Macaé, que também completam 10 anos. Às 10h, o curso de Medicina realizará Comemoração Acadêmica, no auditório do bloco B, na Cidade Universitária. Serão homenageadas pessoas que contribuíram significativamente para a implantação e desenvolvimento pedagógico do curso.

Já às 14h, também no auditório do bloco B, haverá a solenidade promovida pela Direção do Campus UFRJ-Macaé. Às 16h, a Câmara dos Vereadores realizará Sessão Solene. Serão homenageadas com a Medalha Luiz Renato Caldas (macaense, médico, ex-professor e ex-reitor da UFRJ), pessoas e instituições que colaboraram com a criação, crescimento e consolidação do curso.

Dez anos e muito a comemorar

Dentre outros avanços, a Medicina da UFRJ-Macaé celebra estar em sua 20ª turma, já tendo formado outras oito. Atualmente, cerca de 350 estudantes estão matriculados e o corpo docente conta com Mestres e Doutores em diferentes áreas.

Alunos formados estão hoje no Programa de Residência Médica da Prefeitura de Macaé. Outros cursam a Residência em instituições como o Instituto de Pediatria e Puericultura da UFRJ, a Santa Casa de São Carlos (SP), e a maioria exerce a Medicina em instituições renomadas, comprovando a excelência da formação obtida e a inserção no mercado de trabalho.

Muitos campos práticos são realizados na rede SUS de Macaé, fortalecendo o vínculo entre a universidade e a sociedade local, permitindo que os estudantes estejam preparados para enfrentar os principais problemas de saúde da população. São vários avanços e a sociedade está convidada a participar das comemorações, que são gratuitas.