Conselho de Segurança se reúne e cobra rigor das autoridades

0
428
Autoridades e população participaram da reunião do Conselho de Segurança no 32° BPM de Macaé - Divulgação/PM

Foram discutidas formas que inibam a violência no município no que tange a questão do fortalecimento da política junto aos conselhos e outras instituições

Os membros do Conselho Comunitário de Segurança(CCS) se reuniram na noite de última sexta-feira (2), no quartel do 32° Batalhão da Polícia Militar de Macaé. Estiveram presentes na reunião tenente-coronel da Polícia Militar, André Henrique Oliveira; presidentes de associação de moradores dos bairros e demais autoridades.

De acordo com o Conselho de Segurança, foram discutidas formas que inibam a violência no município no que tange a questão do fortalecimento da política junto aos conselhos e outras instituições. Abordaram ainda a situação da insegurança na cidade, tais como, roubos, furtos, arrombamentos de comércios e tráfico de drogas.

Também foi cobrado mais rigor por parte das Polícias Civil e Militar neste assunto que amedronta as comunidades e os moradores solicitaram policiamento ostensivo visando combate à violência e que um dos fatores que contribuem para que o tráfico seja tão bem estruturado é o excessivo número de consumidores de drogas e que a legislação penal do país precisa ser revista com urgência, pois menores de idade que cometem crimes hediondos não podem ser condenados.

“Temos o exemplo de muitos jovens, menores de idade, que são presos por estarem matando ou traficando drogas e não podem sofrer um certo peso da justiça por causa da imposição da maioridade penal”, disseram os moradores durante a reunião do conselho.