Com a crise dos combustíveis cresce procura por gás veicular

0
1087
Com o GNV motoristas podem economizar até 50%

As filas quilométricas nos postos de gasolina por conta da greve dos caminhoneiros não era a única queixa dos motoristas brasileiros nestes dias de paralisação. O preço alto dos combustíveis tem feito muita gente pensar em opções alternativas. A bola da vez voltou a ser a instalação de cilindro GNV – Gás Natural Veicular. A procura pelo GNV aumentou com a escassez da gasolina. Como o gás natural é entregue por meio de gasodutos subterrâneos, não há qualquer dependência do sistema de transporte.

Segundo a Associação Internacional de Veículos a Gás Natural (IANGV), até 2020, 80% da frota mundial de automóveis – o equivalente a 65 milhões de carros – serão movidos ao GNV. Essa conversão não descarta a opção de se usar gasolina ou etanol no veículo. Além disso, entre as vantagens de usar o gás natural, a principal é o custo. Para quem opta por usar GNV, a economia pode chegar a 50%.

Anderson de Sousa, 30 anos, trabalha como Uber e, no ano passado, decidiu colocar o kit de gás em seu carro. Quando rodava com a gasolina, gastava em média R$1.200 reais por mês de combustível. Depois do GNV os gastos caíram para R$ 600. “Depois da mudança eu consegui lucrar 100%”. Mesmo tendo que fazer um investimento inicial de 2.500 reais para instalação do kit, Anderson afirma que foi bem rápido para conseguir o retorno desse valor. “Em dois meses, eu consegui recuperar o que tinha gasto. Foi quase sem sentir”.

O motorista de Uber também é Técnico de Segurança do Trabalho e informou que, depois da mudança para o GNV, ainda não sentiu a necessidade de fazer manutenção no seu carro. “Depois de seis meses é preciso fazer a manutenção do carro, até para evitar acidentes. Eu estou perto de fazer a minha revisão, mas assumo que até agora não senti necessidade. Está sendo realmente muito vantajoso”, conta Anderson.

Em todo o Brasil, segundo o departamento Nacional de Trânsito (Denatran), já existem 1,9 milhões de veículos convertidos ao GNV. Para quem roda muitos quilômetros por dia, a vantagem de ter um veículo adaptado é bem maior. Quem pensa em fazer a instalação do kit do gás só precisa se preocupar em encontrar uma um oficina homologada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro.

O kit é vendido por preços que variam de R$ 2.800 a R$ 4.500. “O modelo de segunda geração, que é o mais barato, funciona na maioria dos carros nacionais. Os de terceira geração, que são os mais caros, funciona em todos os modelos de veículo”, informou Marcia Santos, que garante que o valor da instalação não aumentou com a greve.

A vantagem de instalar GNV é a economia, o valor gasto com combustível é bem menor. “O cliente consegue economizar mais. Ele só precisa ter gasolina para dar partida no carro, depois o kit gás faz todo o trabalho. A economia de combustível pode chegar até 70%”, afirma a funcionária.