De acordo com o prefeito, nesta segunda-feira, 43,8% dos leitos em UTI do Hospital Público Municipal estão ocupados -Divulgação
Prefeitura inicia nova fase de flexibilização das atividades econômicas após etapa de liberação de benefícios

Dados atualizados sobre o cenário do contágio local do Coronavírus indicam que Macaé conseguiu atingir, nesta semana, o índice de 58% de pacientes diagnosticados já em fase de recuperação. No entanto, o município registra também a marca de 9,8% de óbitos provocados pela transmissão do vírus.
De acordo com o último informe divulgado pela prefeitura, 81 casos de COVID-19 foram diagnosticados em Macaé. Deste total, 47 pacientes já não indicam mais os quadros sintomáticos que possam evoluir para o estágio mais severo da doença.
Desde o início de confirmação dos casos de COVID-19, a cidade registra oito óbitos diagnosticados, número que supera o cenário da doença em todas as demais cidades do Norte Fluminense.
Os números geram uma nova perspectiva sobre a disseminação do vírus na cidade, diante da eficácia das restrições as atividades econômicas impostas por decretos municipais que defendem o isolamento social.
Porém, antes de redefinir os setores que podem voltar a realizar o atendimento presencial, a prefeitura coloca em prática uma estratégia definida desde a semana passada, que leva em consideração os protocolos de Saúde no combate ao Coronavírus, mas que respeitam também os indicadores econômicos que apontam perdas significativas a quase todos os setores das atividades formais.
Nesta sexta-feira (24), foi efetuado o pagamento da primeira parcela do auxílio de R$ 800 para os trabalhadores informais, cadastrados junto a secretaria municipal de Fazenda, conforme disposto na lei municipal 4.678\2020. A expectativa é que os trabalhadores formais, das empresas associadas a ACIM e ao CDL fechadas por força dos decretos de isolamento, também comecem a receber o benefício na próxima semana.
Com a liberação dos recursos, que devem somar cerca de R$ 2 milhões, a prefeitura pretende reduzir as restrições de funcionamento do comércio, permitindo assim que o dinheiro circule e amenize os impactos já sentidos pela economia local.

1 COMENTÁRIO

  1. Infelizmente o desespero financeiro de maior parte das famílias de Macaé vai explodir a pandemia em Macaé. O prefeito está tentando postergar o máximo o isolamento mas não vai resistir o andamento político e este ano é ano de eleição. Os dados atuais sinalizam para no mínimo mais duas semanas de isolamento.

Comments are closed.