Basquete na Praça segue com inscrições abertas

441
Projeto atende crianças e jovens em cinco polos: Aeroporto, Visconde, Lagomar, Jd. Santo Antônio e Frade

Responsável legal do menor deve comparecer em um dos cinco polos com a documentação necessária

O esporte tem um grande poder de transformação social. E pensando nisso, a Associação Macaé de Basquete tem vários projetos sociais. Um deles é o ‘Basquete na Praça’, voltado para crianças e adolescentes do município.

O projeto retomou, recentemente, as aulas em quatro polos na cidade e na região serrana. Para os interessados, ainda há vagas. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas em um dos polos onde ocorrem as aulas.

Para se inscrever basta o responsável legal do menor comparecer nos locais portando as seguintes documentações: formulários entregues preenchidos e os documentos solicitados, mais uma foto 3 x 4; cópia da carteira de identidade ou certidão de nascimento do aluno (a) e também do responsável; atestado médico indicando que o aluno (a) está apto (a) à prática de atividades físicas; e comprovante de matrícula do (a) aluno (a) em alguma instituição de ensino de Macaé.

Os polos funcionam nas praças dos seguintes bairros/distritos: Parque Aeroporto, Lagomar, Jardim Santo Antônio, Visconde e Frade. Lembrando que os alunos utilizam sempre o turno oposto da escola para a prática esportiva.

As aulas acontecem de manhã e à tarde nos seguintes horários: Praça do Aeroporto – terças e quintas-feiras, das 9h às 11h e das 15h às 17h; Lagomar – segundas e quartas-feiras, das 9h às 11h e das 15h às 17h; Jardim Santo Antônio – segundas e sextas-feiras, das 9h às 11h e das 15h às 17h; Visconde – terças e quintas-feiras, das 9h às 11h e das 15h às 17h; e Frade – segundas, terças e quintas-feiras, das 8h às 11h e das 16h às 19h.
O Basquete na Praça atende a cerca de 250 crianças e jovens nos seus polos. O trabalho, inclusive, recebeu o troféu do NBB de Melhor Ação Social Continuada, no final de 2016. A pirâmide esportiva promovida pelo clube inclui ainda as categorias de base e o Macaé Basquete Sobre Rodas.

Além do estímulo à prática esportiva, o Basquete na Praça promove a inclusão social, o lazer e a saúde, mas, principalmente, colabora para a formação deles como cidadãos.