Assaltos em ônibus, residências e veículos assustam população

1492
PMs vasculham becos e vielas em busca de produtos de roubos na última semana, em Macaé

Crimes vêm ocorrendo com frequência em todo o município. Vítimas pedem policiamento ostensivo na região

A população macaense tem questionado sobre a terrível onda de violência no município. São diversas pessoas que todos os dias registram na 123ª Delegacia de Polícia de Macaé casos como furto em residências; veículos como carros, motocicletas, bicicletas, entre outros. Outro caso de constante preocupação das autoridades são os assaltos a ônibus intermunicipais que fazem as linhas entre Macaé, Quissamã e Conceição de Macabu.

Somente este mês de maio, foram registrados três assaltos dentro do coletivo da linha Macaé x Quissamã, onde as testemunhas afirmam que os criminosos entram no ônibus como se fossem passageiros e no meio da viagem anunciam o assalto. As autoridades afirmam que estão investigando os casos para tentar solucionar o problema.

Um motorista de uma empresa privada de transporte em Macaé, foi mais uma das vítimas dos assaltantes de ônibus que estão atuando com frequência no município. O funcionário fazia a linha Macaé x Quissamã, quando no bairro Lagomar embarcaram dois elementos que se aproximaram dele e após ameaçá-lo com armas de fogo, roubaram em torno de R$ 260 em dinheiro.

Cristiano Rodrigues da Silva, também foi vítima da onda de assaltos a ônibus na cidade. O passageiro saía da faculdade no Novo Cavaleiros, e por volta das 22h, embarcou no coletivo com destino ao Terminal Central, sendo assaltado. Foram levados R$ 280 em dinheiro e vale transporte. Segundo informações da vítima, um elemento armado anunciou o assalto após entrar no interior do coletivo, e em seguida desceu na comunidade do Morubá, no Parque da Cidade.

Além da violência em coletivos, a população sofre com grandes índices de roubos de veículos. Valter Neto da Silva, também foi vítima neste final de semana de assaltantes, quando teve sua motocicleta marca Honda CG/125 Titan, cor vermelha, roubada. Ele encontrava-se em uma drogaria central da cidade, quando, ao se aproximar de sua moto, que estava estacionada em frente ao estabelecimento, foi rendido por dois homens armados, portando uma pistola. Os bandidos fugiram levando o veículo da vítima após ameaçá-lo. O caso foi registrado na 123ª DP.

Roubos a residência também engrossam a estatística. Exemplo disso é o caso de uma moradora que reside na Rua Arthur Brochado, no bairro Rivieira Fluminense, que teve sua residência invadida na quinta-feira (14). Segundo o registro de ocorrência, a vítima estava sozinha em sua casa quando um homem de cor negra, pulou o muro de sua residência. Ela começou a gritar chamando atenção dos seguranças da rua, sendo o bandido, detido.

A insegurança assusta cada dia mais a população e pede providências urgentes das autoridades para diminuir o índice de criminalidade. A equipe de reportagem do jornal O DEBATE tentou falar com o comando do 32º BPM de Macaé, mas até o fechamento desta edição não conseguimos o contato.