Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Lixo plástico vira bancos de praça

Em 27/02/2008 às 01h16


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

   Casimiro de Abreu deixou de jogar 3,5 mil quilos de plástico na natureza no ano passado, através do Programa “Reciclando Ganha”. Todo esse material foi reciclado e transformado em bancos de praça, que foram entregues na última quinta-feira, dia 21 de fevereiro, para o Ciep José Bicudo Jardim e o Centro Educacional Batista (CEB).
   A entrega entusiasmou os alunos que participaram ativamente da campanha. O diretor do Ciep, Adalto da Rocha Franco destacou o envolvimento dos professores, alunos e funcionários da unidade, que criaram o hábito de recolher o lixo que pode ser reciclado. “Eles não jogam mais os resíduos nas ruas e se tornaram multiplicadores da consciência ambiental”, falou.
   O coordenador dos programas de educação ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Luiz Nelson Farias, ressaltou que somente Casimiro de Abreu e Barra Mansa realizam esse tipo de trabalho em todo o Estado do Rio de Janeiro. “Estamos estabelecendo no município uma nova conduta em relação aos resíduos que geramos. Esse banco era lixo que ia parar nos rios, em terrenos baldios ou nos aterros sanitários, onde levaria milhares de anos para se decompor”, falou.
   Para o professor de ciências, Paulo Roberto Scarpine, as ações de educação ambiental devem ser diárias e começar desde cedo. “Dessa forma eles transmitem esse conhecimento para seus familiares, que passam a agir de outra forma em relação a preservação, aumentando o grupo que trabalha com as questões ambientais”, afirmou.
   O programa “Reciclando Ganha” é realizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura de Casimiro de Abreu, em parceria com a Secretaria de Educação e a empresa Cogumelo e tem como principal objetivo preservar o meio ambiente, dando uma correta destinação para os resíduos. “A madeira plástica tem várias vantagens e, acima de tudo, é ecologicamente correta, já que recicla o plástico que levaria anos para se decompor e ainda evita a derrubada de árvores, preservando as florestas”, ressaltou o secretário de Meio Ambiente, Jorge Antonio da Silva, completando que praças e áreas públicas do município também vão ganhar os bancos de madeira plástica. “Já temos quatro deles instalados na Cachoeira do Pai João”, finalizou.

    Compartilhe:


publicidade