Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Prefeitura inicia campanha de imunização contra a gripe

Vacinação está sendo oferecida até o dia 1º de junho em 31 unidades do município

Em 25/04/2018 às 11h49


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Meta da secretaria de Saúde é de imunizar cerca de 50 mil pessoas do público-alvo Meta da secretaria de Saúde é de imunizar cerca de 50 mil pessoas do público-alvo
A Prefeitura de Macaé deu início nesta terça-feira (24), a Campanha de Vacinação contra a Gripe no município. Ao todo, 31 unidades de saúde estarão oferecendo a dose até o dia 1º de junho. Paralelo a isso, no dia 12 de maio será realizada o Dia D de imunização.

A meta da secretaria de Saúde é imunizar 50 mil pessoas no município que fazem parte do público-alvo, que são: crianças entre seis meses e cinco anos, gestantes e puérperas, pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas e doentes crônicos, com recomendação médica.

A vacinação está sendo oferecida nos seguintes locais: Casa da Vacina (Centro); Pronto Socorro Aeroporto; ESF Ajuda A, B e C; ESF Aroeira;  ESF Aterrado do Imburo;  ESF Barra A/B;  ESF Barreto;  ESF Cajueiros;  ESF Campo d'Oeste;  ESF engenho da Praia;  ESF Engenho da Praia; ESF Fronteira A ; ESF Lagomar/ B-C;  ESF Horto; ESF Malvinas B; ESF Morro de São Jorge; ESF Nova Esperança A/B; ESF Nova Holanda A/B; ESF Praia Campista; ESF Virgem Santa; ESF Visconde de Araújo; Clínica da Família Imbetiba; ESF Areia Branca; ESF Bicuda Pequena; ESF Córrego do Ouro A; ESF Frade; ESF Glicério; ESF Sana; e ESF Trapiche. 

O Ministério da Saúde diz que se mantém vigilante quanto à circulação de vírus influenza no Brasil. Ele ressalta que não há registros do vírus "H2N3" no país. Segundo ele, atualmente só há casos do influenza A/H1N1pdm09, A/H3N2 e influenza B em todo o território nacional.

Dados do MS mostram que em 2018, até 7 de abril, foram registrados 286 casos de influenza em todo o país, com 41 óbitos. 
Do total, 71 casos e 12 óbitos foram por A/H3N2. Em relação ao vírus A/H1N1pdm09, foram registrados 116 casos e 16 óbitos. Ainda foram registrados 52 casos e 6 óbitos por influenza B e os outros 46 casos e 7 óbitos por influenza A não subtipado. 

Em 2017, o vírus influenza A/H3N2 foi predominante no Brasil durante a sazonalidade e foram registrados 2.691 casos e 498 óbitos por influenza; até a SE 14 de 2017 haviam registrados 344 casos de influenza no país, com 59 óbitos.

Autor: Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

Foto: Kaná Manhães


    Compartilhe:

Tags: cidade, saúde


publicidade