Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Construção de Usina Termelétrica terá início em abril de 2019

Expectativa é que a obra gere muitos empregos para Macaé e região

Em 29/03/2018 às 17h01


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

O empreendimento ocupará área situada à margem da RJ 168, a Estrada da Serra O empreendimento ocupará área situada à margem da RJ 168, a Estrada da Serra
Um dos investimentos que contribuirá para a gereção de empregos em Macaé e região nos próximos anos é o projeto da Usina Termelétrica (UTE) Vale Azul II, do Grupo EBTE Engenharia. A empresa foi uma das principais vencedoras do leilão de energia realizado no final do ano passado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A base, que utilizará gás processado pelo Terminal Cabiúnas, começará a ser construído no município em abril de 2019. 

O leilão A-6 teve como objetivo a contratação de energia elétrica produzida por novos empreendimentos ativados com fontes hidrelétrica, eólica e termelétrica (a carvão, a gás natural em ciclo combinado e a biomassa). De acordo com a Aneel, o início de suprimento deve ocorrer em seis anos.

A UTE Vale Azul II pertence a um grupo composto por outras duas usinas termelétricas, projetadas pela EBTE Engenharia para atender a demanda crescente de energia para a cadeia produtiva de óleo e gás, assim como para outras vertentes econômicas em ascensão no Norte Fluminense e na Região dos Lagos. O empreendimento ocupará área situada à margem da RJ 168, a Estrada da Serra.

O Grupo EBTE inscreveu apenas um dos três projetos de termelétricas no leilão devido ao atual volume de gás ofertado pelo Terminal Cabiúnas, que recebe a produção das Bacias de Campos e Santos.

A UTE Vale Azul II será o primeiro empreendimento executado pela EBTE em Macaé, dentro do portifólio que inclui ainda os dois terminais do Tepor Macaé, a Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) e o terminal de armazenamento de petróleo, projetos para ocupar áreas industriais do São José do Barreto, Ajuda e Imburo.

Autor: José Eduardo Silva

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: economia


publicidade