Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Animais soltos se tornam ameaça no trânsito

Cavalos foram flagrados essa semana circulando em estrada no Aterrado do Imburo

Em 09/02/2018 às 16h42


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

A poucos metros do local onde animais foram vistos fica situado o Curral Municipal A poucos metros do local onde animais foram vistos fica situado o Curral Municipal
O ano mal começou e as reclamações de animais soltos pelas ruas da cidade só têm aumentado. Toda semana chegam relatos de leitores em vários pontos da cidade. As localidades onde há maior incidência são Linha Azul, Linha Verde e áreas rurais. 

Essa semana, a nossa equipe de reportagem fez alguns flagrantes na região do Aterrado do Imburo. Cavalos soltos colocavam em risco a segurança na via principal do bairro. De acordo com alguns moradores, a cena é bastante comum no local. 
"Por ser uma área rural, toda hora algum animal foge e fica circulando pela via, o que é um perigo para ele e para os condutores, que passam por aqui, na maioria das vezes, em alta velocidade", conta uma moradora, que pede sigilo do nome.

Um dos cavalos encontrados pela nossa equipe tinha uma marca em seu couro com as iniciais do Centro de Controle de Zoonoses "CCZ" e uma numeração. Lembrando que a poucos metros do local onde eles foram encontrados fica situado o Curral Municipal. No entanto, a prefeitura diz que essa prática de marcação no animal não é utilizada pelo órgão. 

Lembrando que, recentemente, depois de um acidente com morte ser registrado na Linha Azul após uma motocicleta colidir com um cavalo na via, a prefeitura esclareceu que o serviço de recolhimento de animais de grande porte segue sendo feito em todo o município. 

Em contrapartida, o número de cavalos soltos vem sofrendo um aumento nos últimos meses, situação que chegou a ser alvo de denúncias. Segundo informou a prefeitura, o caminhão realiza uma ronda pela manhã e também no período da tarde na cidade. Os animais de grande porte recolhidos são levados para uma área da prefeitura na RJ-162. 

Ela ressalta que a população pode acionar o serviço entrando em contato com a secretaria de Mobilidade Urbana nos seguintes telefones: (22)2796-1626 ou 2762-7333, inclusive no fim de semana. 

Apesar de ser crime, muitas vezes a situação fica impune, já que em tais situações é difícil encontrar os donos dos animais. Em uma rua com fluxo intenso, uma freada brusca pode causar colisões entre veículos, trazendo muitos prejuízos, e até mesmo a morte dos passageiros. 


Abandono é crime

Maltratar animais é considerado crime. Vale ressaltar que o proprietário do animal pode responder criminalmente, de acordo com o Art. 31. do Decreto-Lei nº 3.688/41 (Lei das Contravenções Penais). Diz o texto legal que "deixar em liberdade, confiar à guarda de pessoa inexperiente, ou não guardar com a devida cautela animal perigoso" pode causar ao infrator pena de prisão simples, de dez dias a dois meses, ou multa.

O parágrafo único ressalta que a pena também é aplicada a quem "na via pública, abandona animal de tiro, carga ou corrida, ou o confia à pessoa inexperiente". 

Além disso, a pessoa pode responder por maus-tratos, conforme reza o Art. 32 da Lei 9.605/98. A pena para esses casos é de três meses a 1 ano, e multa, podendo ser aumentada de um sexto a um terço, se ocorrer a morte do animal. 

Autor: Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: cidade


publicidade