Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Leitor denuncia saque indevido em conta corrente

Segundo o denunciante, o caso ocorreu na semana passada em uma agência bancária no Cavaleiros

Em 09/08/2017 às 11h52


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Clientes de agências bancárias devem ficar atentos nos caixas eletrônicos para que evite falha no saque Clientes de agências bancárias devem ficar atentos nos caixas eletrônicos para que evite falha no saque
Na hora de conferir o extrato bancário veio a surpresa e logo em seguida a pergunta: quem mexeu na minha conta? Kleber Figueiredo de Senna é beneficiário do INSS e procurou a redação do jornal O DEBATE para denunciar o caso que ocorreu na última semana em uma agência bancária de Macaé. 

Segundo Kleber, no último dia 3, foi até o caixa eletrônico do banco de uma agência do bairro Cavaleiros, e sacou R$ 1,5 mil, valor permitido para saque diário. No dia seguinte, o cliente tentou sacar o restante da quantia de R$ 956, e ao solicitar o saque em um dos caixas eletrônicos foi surpreendido pela seguinte mensagem ‘saldo insuficiente’. 

"Achei estranho não ter saldo na minha conta, foi então que eu procurei de imediato a gerência do banco para tentar solucionar o problema já que a minha conta corrente estava zerada. A gerente me informou que fui vítima de fraude e acionou o setor do próprio banco. De imediato busquei ajuda no Procon de Macaé, e fiz o registro do ocorrido, assim como na Delegacia de Macaé", disse Kleber Figueiredo que é morador do bairro Jardim Vitória. 

Ainda de acordo com ele, a agência bancária informou que haverá uma auditoria e que o cliente receberá a informação desejada em até cinco dias, sendo que a própria ouvidoria do banco solicitará prioridade para a solução do caso por tratar-se de valores referentes ao seu salário. 

Indignado com toda essa situação, Kléber deixou de pagar conta de luz, água, entre outros compromissos que estavam agendados para fazer todos os pagamentos desde a semana passada. "Agora como fica a minha situação? Já fui à agência duas vezes e a gerência pede para aguardar e não consigo nenhuma resposta sobre o meu dinheiro de quase mil reais que desapareceu na minha conta", desabafou. 
 
O jornal O DEBATE entrou em contato com a gerente do banco da agência Cavaleiros, porém ela não se encontrava. Conversamos com a atendente que estava ciente da situação, e ela disse que toda a informação precisa será comunicada diretamente ao cliente.

O Procon de Macaé orienta que quaisquer danos direcionados aos clientes, como: cartão clonado, saques indevidos, transferência não autorizada, o cliente deve avisar a gerência do banco e aconselha ainda para o consumidor registrar o boletim de ocorrência na Polícia Civil e enviar uma cópia do documento para a gerência do banco. 

O Procon declara ainda que o cliente pode entrar na justiça e pedir ressarcimento por danos morais e materiais, se ele provar, por exemplo, que tinha contas a pagar e não havia dinheiro em sua conta, sendo prejudicado. 

Dicas de Segurança em caixas eletrônicos

- Verifique se o dispositivo onde o cartão é inserido está fixo. E se não há fios aparecendo ou se a tampa do caixa está aberta.

- Desconfie se apenas um terminal está funcionando e todos os outros estão inoperantes.

- Desconfie se as câmeras de vigilância estão apontadas para as suas mãos. Geralmente elas estão apontadas para o seu rosto.

- Desconfie quando o caixa não solicita alguma etapa de verificação com dados do cliente.

- Evite caixas em lugares pouco movimentados onde bandidos têm mais tempo para instalar o aparelho de roubo de senhas.

Autor: Cristian Kupfer cristian@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: economia


publicidade