Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Lions Macaé celebra centenário de Leonismo internacional

O Lions Clube Internacional comemora nesta quarta-feira (8) o seu Centenário. Em Macaé, a data é marcada por uma solenidade comemorativa na Câmara Municipal

Em 07/06/2017 às 11h52


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Gumercindo Moura, secretário da atual diretoria e presidente eleito para a próxima gestão do Lions, prestará homenagem a Gumercindo Moura, secretário da atual diretoria e presidente eleito para a próxima gestão do Lions, prestará homenagem a
Leões, Domadoras e Companheiras Leões de todo mundo celebram 100 anos de atividades, que vêm mudando vidas por meio do serviço humanitário. Trata-se do Lions Clube Internacional, que comemora nesta quarta-feira (8) o seu Centenário, que acontece em Macaé durante solenidade na Câmara Muncipal.

A Assembleia Festiva é realizada em conjunto com a Câmara Municipal de Macaé, em uma homengem ao Centenário desta brilhante instituição de clubes de serviço.

Durante o evento, o Lions Clube Macaé irá prestar homenagem a todos que contribuíram para o desenvolvimento do trabalho leonístico no município, destacando-se o Jornalista Oscar Pires, Diretor Presidente do jornal O DEBATE; Radialista Zeze Abreu, Presidente da Rádio 101 FM; o Governador do Distrito LC-11, Sr. José Rodrigues da Silva; o Presidente da Câmara Municipal de Macaé, Vereador Eduardo Cardoso; o Presidente do Lions Imbetiba, Silvio Luis; e os 25 Associados do Lions Macaé.

Na oportunidade, representantes do Lions Macaé irão proferir plalestra sobre a história do Lions Clube Internacional, em meio a projeção de vídeo contando a trajetória daquela expressiva instituição de serviço comunitário.

A história do Lions Clube International teve início em 1917, por conta de Melvin Jones, um empresário de Chicago de 38 anos, que disse aos membros da associação local de empresários que era necessário ir além das questões empresariais e trabalhar pela melhoria das comunidades em que eles viviam e do mundo. O grupo de Jones, o Business Circle of Chicago, concordou com ele.

Após contato com grupos semelhantes nos Estados Unidos, foi realizada uma reunião organizacional em 7 de junho de 1917 em Chicago, Illinois, EUA. O novo grupo adotou o nome de um dos grupos convidados, a "Associação de Lions Clubes", e uma convenção nacional foi realizada em Dallas, Texas (EUA), em outubro do mesmo ano. Um estatuto, regulamentos, objetivos e um código de ética foram aprovados.

História do Lions Clube Macaé

No Café Belas Artes, o movimento de Lions Clube tomou vulto e as reuniões passaram a ser realizadas no Iate Clube de Macaé, e ali foi plantada definitivamente uma árvore entre o rio e o mar, que frutificou e até hoje continua dando bons frutos. E no dia 21 de abril de 1961, aconteceu a fundação do Lions Clube Macaé, integrante da Associação Internacional de Lions Clubes, tendo como padrinho o Lions Clube Campos. Leões do Clube da cidade de Campos, destacando entre eles os padrinhos físicos, Nylton Barreto de Almeida e Arnaldo Rosa Viana, encontraram na comunidade cidadãos receptivos ao movimento.

Em Assembleia Geral e posse da Diretoria 1961/1962, o novo clube foi inaugurado durante um almoço de grande gala no Salão de recepções do Palace Hotel, com a presença de várias autoridades, convidados, os CCLL e DDMM do Clube Padrinho (LC/Campos), e os 28 Leões e suas Domadoras que constituíram o Lions Clube Macaé. O então Governador do Distrito L-Centro LCL Pedro Affonso Mibiebe de Carvalho, acompanhado do seu Secretário-Tesoureiro CL Paulo Vitor, iniciou os trabalhos fazendo a chamada de todos os futuros Leões e foi feita a Eleição da Diretoria por aclamação, sendo eleito o seu primeiro Presidente, o saudoso companheiro Sady de Almeida Gomes/Nelli de Almeida Gomes, sua Domadora não menos saudosa.

Autor: Isis Maria Borges Gomes isismaria@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:

Tags: geral, social


publicidade