Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Liberdade é pauta latente que representa o Dia da Imprensa

Data celebrada neste dia 1º de Junho reforça papel de O DEBATE em Macaé e na região

Em 01/06/2017 às 10h36


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Luta de O DEBATE ajuda a marcar todas as referências do Dia da Imprensa Luta de O DEBATE ajuda a marcar todas as referências do Dia da Imprensa
Em um período conturbado para a política pública e institucional do país, o Dia da Imprensa, celebrado neste dia 1º de junho, reforça a contribuição dos veículos de comunicação que atuam com o propósito de ajudar a sociedade a encontrar caminhos para dias melhores, baseados sempre na democracia.

Hoje, a liberdade de expressão focada na integridade e na credibilidade torna-se o principal exercício diário praticado pelos jornais que ainda preservam a identidade de serem os retratos fiéis do cotidiano do país, do Estado e dos municípios, mesmo que sofram perseguições por enfrentarem a fúria daqueles que se beneficiam com a "cegueira do povo".

Nesse contexto, o jornal O DEBATE alcança 41 anos de atividades que vão além das fronteiras que possam frear o alcance das edições que enfrentam poderes, em nome de uma população que encara a crise pautada especialmente pela desconstrução de governos, em nome da corrupção.

Ao colocar o povo em primeiro lugar, o jornal O DEBATE cumpre o seu papel de ser a voz da sociedade que acredita na prosperidade e no desenvolvimento de Macaé, e cobra do poder público respostas que os recursos bilionários produzidos pelos cofres públicos da cidade ainda não foram capazes de apresentar.

Prova do poder da imprensa, a Operação Lava-Jato ajuda a reconstruir a história da democracia do país, graças ao papel investigador, questionador e fiel provocado pela imprensa, a partir das mazelas sofridas pelo povo que amarga hoje os efeitos da corrupção.

Sem esquecer nunca que a sociedade é o bem maior do município, do Estado e do país, a imprensa precisa seguir cada vez mais livre, mesmo que os interesses de agentes públicos, perseguidos hoje pela Operação Lava-Jato, atuem para ferir a impenetrável credibilidade que só jornais como O DEBATE ainda são capazes de sustentar.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Reprodução


    Compartilhe:

Tags: política, geral


publicidade