Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Guardas municipais fazem doação para o CEMAIA

Profissionais realizaram a entrega de mais de duas mil fraldas à instituição

Em 12/05/2017 às 12h34


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

De acordo com os profissionais essa foi a primeira ação do grupo De acordo com os profissionais essa foi a primeira ação do grupo
A Associação dos Guardas Civis e Amigos de Macaé (AGCAM) realizou na última quarta-feira (10) a doação de mais de duas mil fraldas ao Centro Municipal de Atenção à Infância e à Adolescência (CEMAIA), localizado na Virgem Santa. 

De acordo com os profissionais, essa foi a primeira ação realizada pelo grupo e muitas outras estão por vir. "A gente criou essa Associação pensando em trabalhar o social, em ajudar o próximo, pois sabemos da demanda que existe na cidade", disse um dos guardas. 

Entre os participantes da ação estão os guardas municipais: Magno Lima de Oliveira, R.Batista, Rocha Santos, Alexsandro e Cunha. "Pra gente é bom saber que estamos contribuindo com a cidade, não só como guarda municipal, mas como pessoa, como solidário. Foi uma gratificação receber o carinho e atenção da equipe de profissionais do Cemaia e saber que eles ficaram felizes com a iniciativa. Na oportunidade colocamos a Associação à disposição deles e lembramos que o local estará de portas abertas", disse Magno. 


O Centro Municipal de Atenção à Infância e à Adolescência - CEMAIA tem por finalidade acolher e assegurar proteção integral em caráter provisório e excepcional às crianças e aos adolescentes afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva de acolhimento institucional.

De acordo com informações disponibilizadas na página institucional da Prefeitura, no local, os abrigados possuem uma vida normal, como qualquer outra criança, vão para a escola, participam de projetos sociais, utilizando os serviços da rede. A criança e o adolescente têm como referência orientadores e equipe técnica multidisciplinar que realizam intervenções individuais.

O serviço de acolhimento tem o objetivo de garantir os direitos fundamentais dos acolhidos, sua reintegração familiar ou colocação em família substituta.

Autor: Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

Foto: Divulgação / AGCAM


    Compartilhe:

Tags: geral, social


publicidade