Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Fátima legaliza transporte público de Quissamã através de decretos

Novo governo soluciona impasse antigo da cidade que afetava a rotina de moradores

Em 07/03/2017 às 12h00


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Fátima Pacheco deu prioridade às demandas do transporte da população, no início do seu governo Fátima Pacheco deu prioridade às demandas do transporte da população, no início do seu governo
Em dois meses de mandato, a prefeita Fátima Pacheco (PTN) foi capaz de solucionar um dos principais problemas de Quissamã, que penalizava a população, especialmente os moradores de distritos e comunidades afastadas do Centro da cidade.

Por decreto, Fátima garantiu a criação das linhas municipais de transporte público da cidade, cumprindo assim uma de suas principais propostas de campanha, abraçada pela população de Quissamã.

"Com muita dedicação e muito trabalho estamos tratando os problemas e buscando soluções para Quissamã. A falta do transporte público penalizava os cidadãos, especialmente os trabalhadores e os estudantes. Agora, estamos adequando a legislação para que os ônibus entrem em circulação", disse Fátima.

Com a medida, o governo tornou realidade oito linhas de transporte público, estabelecendo também os valores das passagens, que serão cobradas entre R$ 2 e R$ 5, dependendo do trajeto. O sistema de transporte já conta também com quatro ônibus, três vans e uma Kombi.

O decreto que regulamenta a execução do serviço foi publicado no Diário Oficial do dia 21 do mês passado, com prazo de 180 dias, podendo ser prorrogado por mais 180 dias.

De acordo com a Coordenadoria Especial de Transportes, os veículos têm documentação de licenciamento do Detran-RJ, e serão vistoriados trimestralmente, como estabelece o decreto. Eles também deverão utilizar um sistema de monitoramento de frota e seguro, entre outros serviços. Já a organização, controle e fiscalização dos veículos caberão à coordenadoria.

Autor: Márcio Siqueira

Foto: Phillipe Moacyr/Secom


    Compartilhe:

Tags: geral, região


publicidade