Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Parque Jurubatiba recebe mutirão de limpeza

Ação com grupo de jipeiros recolheu cerca de 9 toneladas de resíduos

Em 23/02/2017 às 11h47


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Parque é considerado uma das áreas de restinga mais preservadas do país Parque é considerado uma das áreas de restinga mais preservadas do país
O Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba é considerado por especialistas como a Unidade de Conservação mais bem preservada do país. Localizado no norte do estado do Rio de Janeiro, ele engloba os municípios de Macaé (1%), Carapebus (34%) e Quissamã (65%), estendendo-se por uma área de aproximadamente 60 km de comprimento por 10 km de largura em planícies arenosas. 

Ao longo de toda sua extensão, esse pequeno espaço intocado é reduto de diversas espécies da fauna e da flora. A sua vegetação é considerada de fundamental importância para todo equilíbrio ecológico. 
Visando manter esse santuário ecológico preservado para as futuras gerações, os profissionais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), responsáveis pela manutenção e proteção do parque, promoveram no último final de semana um grande mutirão de limpeza com o grupo de jipeiros Macaé Fora de Estrada.

A ação reuniu mais de 30 pessoas em 15 veículos 4x4. No total foram recolhidos 90 sacos de cem litros de lixo dentro do parque. Segundo o ICMBio, a trilha, que se estende por 44 quilômetros ao longo do litoral, recebe muitos resíduos trazidos pelo mar e pelo vento.

"O Grupo Macaé Fora de Estrada é uma grande família e o nosso parque de diversões é a natureza. É nossa obrigação preservar", disse o presidente do grupo, Bruno Maia.

Pouco antes de iniciar as atividades, o analista ambiental Alexandre Kirovsky, gestor do parque, deu boas-vindas ao grupo no Centro de Visitantes e explicou os objetivos de criação da unidade de conservação. Ele destacou a importância da preservação do ecossistema de restinga e das 18 lagoas costeiras protegidas pela unidade.

"A cooperação do grupo foi essencial para a limpeza da trilha e para a formação de uma nova e profícua parceria", disse o analista ambiental, que acompanhou toda a atividade.

A trilha do Cômoro é uma das trilhas mais utilizadas no Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba. Liga todas as lagoas costeiras da unidade de conservação. Sua utilização está sendo replanejada no Plano de Uso Público da unidade, atualmente em processo de avaliação pelo ICMBio. O plano busca ordenar a visitação e possibilitar uma experiência prazerosa de passeio pela restinga.

Autor: Marianna Fontes

Foto: Marianna Fontes


    Compartilhe:

Tags: geral, região, meio ambiente


publicidade