Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Feira Brasil Offshore chega a 98% dos estandes vendidos

Na contagem regressiva para realização do evento, estimativa é que 700 empresas estejam presentes

Em 06/06/2015 às 20h51


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Durante quatro dias, feira deve receber mais de 50 mil visitantes Durante quatro dias, feira deve receber mais de 50 mil visitantes
A pouco mais de duas semanas para a realização da Brasil Offshore, segundo os organizadores, durante a última semana o evento bateu a marca de 98% dos estandes vendidos. Classificada como a terceira maior conferência de petróleo do mundo, a expectativa é que, mesmo em um ano de desaceleração da economia e diante de todas as turbulências no setor, cerca de 700 empresas participem da oitava edição da feira.

Para se manter como um dos pilares de negócios da indústria em 2015, de acordo com o diretor da Reed Exhibitions Alcantara Machado (empresa responsável pelo evento),  Igor Tavares, para alavancar os negócios, este ano, em um ambiente que reúne compradores e fornecedores do segmento num momento desfavorável da economia, o papel do evento será encontrar os principais "players" de mercado.
 
"Um ponto diferente para as empresas que vão participar do evento será a mudança positiva no perfil de compra dos visitantes. Isto porque, com orçamentos mais enxutos, as empresas já assinalaram que vão enviar executivos com maior poder de decisão e uma capacidade mais efetiva para concretizar negócios durante a realização da feira", explicou Tavares, ressaltando que esse aumento no poder de compra foi apurado a partir dos formulários preenchidos com o perfil dos profissionais presentes na Brasil Offshore deste ano.

Sangue Novo 

Além das empresas que já têm presença garantida há várias edições no evento como Weatherford, Oil States, Air Liquide, Bosch, National Oilwell Varco, Mobil, Parker, Mills, Wärtsilä, Cosan e as operadoras Shell, BP e Repsol, em 2015 a feira contará com mais de 150 novas empresas, de setores como sísmica, produtos químicos, indústria naval, válvulas, vedação, tubulação e E&P. 

Por sua vez, a participação das empresas estrangeiras também já está garantida. Com representantes do Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos, Índia, Itália, China, Noruega, França, Dinamarca e Holanda, as Rodadas de Negócios deste ano vão acontecer nos dias 24 e 25 de junho, das 15h30 às 19h30, coordenadas pela Organização Nacional da Indústria do Petróleo (ONIP) em parceria com o Sebrae/RJ. 

Considerada uma das grandes atrações da feira, a iniciativa estimula a realização dos negócios entre as companhias participantes. Não por acaso, já estão confirmadas para a rodada, as empresas-âncora BR Distribuidora, Delp, Expro, FMC, GE Oleo & Gas, Halliburton, Nuclep; Oil States, Queiroz Galvão O&G, Shell, Schlumberger, SOTREQ, SubSea7, Techint, Teekay, Transpetro, UTC e Wärtsila Brasil. 

A partir dos dados da última edição, e do aumento de 13% no número de inscritos no pré-credenciamento deste ano, a organização estima receber 53 mil visitantes nos quatro dias de evento, entre expositores, compradores, visitantes e estudantes, que poderão conferir os eventos simultâneos durante a realização do evento como, por exemplo, a Conferência Técnica coordenada pela Society of Petroleum Engineers (SPE) e pelo Instituto Brasileiros de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP). Além disso, também será implantado na feira o ‘Espaço do Conhecimento Offshore’, onde expositores darão palestras sobre tecnologia e produtos com entrada franca aos visitantes.

Com os negócios gerados na feira deste ano, segundo a ONIP, a estimativa é de que cerca de R$ 1 bilhão em negócios sejam gerados nos próximos dois anos.

Autor: Guilherme Magalhães guilherme@odebateon.com.br

Foto: Wanderley Gil


    Compartilhe:


publicidade