Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Projeto Social Braços Abertos atende 200 crianças no Lagomar

Em 21/10/2010 às 15h55 - Atualizado em 21/10/2010 às 16h04


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

No Projeto Braços Abertos, cerca de 200 crianças f No Projeto Braços Abertos, cerca de 200 crianças f
A iniciativa de uma pedadoga deu início ao Projeto Social Braços Abertos em 2008, em parceria com o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv), elegendo o bairro Lagomar como sede pela cessão do espaço pelo Sindicato.

Um clube com quadra poliesportiva, duas piscinas, espaços multifuncionais, área recreativa, banheiros e cozinha recebe, três vezes por semana - segundas, quartas e sextas-feiras -, cerca de 200 crianças do Lagomar, Engenho da Praia e bairros vizinhos.

A proposta é reverter o quadro de injustiça e vulnerabilidade social, através do esporte, cultura, educação e lazer, instrumentos que contribuem para convivência social e cosntrução de valores. A meta é atender crianças e adolescentes em atividades complementares ao período escolar e realizar ainda ações socioeducativas juntos às famílias.

Segundo Priscila Figueiredo Gomes, pedagoga e coordenadora do Projeto Braços Abertos, são atendidas crianças de 7 a 17 anos. “Nossas crianças realizam diversas atividades tais como natação, futebol masculino e feminino, criação de bateria (escola de samba) mirim e infanto juvenil, e palestras eventuais sobre a história de vida de cada um e suas famílias”, conta.

Inicialmente o Projeto conta com 200 crianças, mas o número de beneficiados pode aumentar assim que forem estabelecidas parcerias e apoios. Hoje a equipe é composta por uma pedagoga, uma assistente social, uma psicopedagoga e um profissional de educação física.

Para que outras atividades possam ser realizadas, já que a procura é grande e a equipe não está atendendo a demanda, voluntários e parceiros podem procurar o Projeto Braços Abertos. “Trabalhamos com materiais doados ou cedidos e com poucos profissionais ainda. Para que possamos melhorar nossas atividades, incluir aulas de inglês, informática, oficinas de reforço escolar, entre outros, é necessário a colaboração da população, das empresas e de quem possa contribuir com esse projeto social tão importante; assim poderemos atender ainda mais crianças”, declarou Priscila.

Entre os trabalhos realizados, estão também a estimulação ao desenvolvimento de valores sociais, aprimoramento das capacidades físicas, habilidades motoras e melhoria na qualidade de vida (autoestima, convívio, integração social e saúde), diminuição da exposição aos riscos sociais (drogas, prostituição, gravidez precoce, criminalidade e trabalho infantil), assegurando o exercício pleno da cidadania e consciência comunitária.

O contato, para quem se interessar em contribuir de alguma maneira, pode ser feito através do correio eletrônico:  pri_fgomes@yahoo.com.br

Autor: Renatta Viana/ renatta@odebateon.com.br

Foto: Divulgação Projeto Braços Abertos


    Compartilhe:


Mais imagens


publicidade