Cadastre-se e receba nossas novidades:

Notícias

Primeiro trecho de duplicação da BR 101 em Macaé deve começar neste ano

Autopista explica fracionamento de processo de licenciamento nos 46 km da rodovia que corta o município

Em 11/01/2018 às 13h06


Versão para impressão
Enviar por e-mail
RSS
Diminui o tamanho da fonte Aumenta o tamanho da fonte

Odílio recebeu demanda das instituições para início das obras no trecho entre Macaé e Rio das Ostras Odílio recebeu demanda das instituições para início das obras no trecho entre Macaé e Rio das Ostras
O primeiro trecho das obras de duplicação da BR 101 em Macaé deve começar neste ano, de acordo com a nova previsão anunciada ontem (10) pela Autopista Fluminense na 5ª edição do encontro ampliado promovido pela representação regional Norte Fluminense da FIRJAN.

Durante o encontro, o diretor da Autopista, Odílio Ferreira, explicou que as obras nos 46 quilômetros da rodovia que cortam Macaé serão fracionadas, com objetivo de agilizar o processo de licenciamento em um dos trechos mais complexos da rodovia.

Pela estratégia da concessionária, o primeiro trecho a receber as intervenções será o compreendido entre o KM 144 e o KM 177, que representam o Trevo dos 40 até o distrito de Rocha Leão.
"Já possuímos o projeto e os contratos de trabalho bem definidos. Aguardamos a decisão do IBAMA em liberar a licença para a realização da obra em um trecho que não é muito complexo", disse Odílio.

O diretor da Autopista explicou que o fracionamento na fase da licença de instalação foi adotado com objetivo de tratar o licenciamento do trecho da rodovia compreendido entre os KM 177 ao KM 190, onde está situada a Reserva Biológica da União (REBio).

"As condicionantes ambientais apresentadas no processo de licenciamento são os grandes desafios para esse trecho da rodovia. A complexidade desse processo nos exige um prazo maior de adequação do projeto, o que torna o início das obras mais demorado", disse Odílio.

Durante o encontro, os presidentes das  instituições como a Comissão Municipal da Firjan e a Associação Comercial e Industrial de Macaé (Acim) defenderam o início das obras no trecho Macaé-Rio das Ostras, devido as conexões econômicas entre a Capital Nacional do Petróleo e o Rio de Janeiro.

"A expectativa pelo início da duplicação é muito grande em função da importância da rodovia para o desenvolvimento econômico da nossa região", disse Antonio Severino dos Santos, presidente da Acim.

Segundo a Autopista, a mesma demanda já foi apresentada pelo deputado estadual e secretário da Casa Civil do Estado, Christino Áureo (PP).

A reunião foi acompanhada também pelo secretário do capítulo do IADC Brasil, Leandro Luzone e pelo líder do comitê gestor da Rede Petro-Bacia de Campos, Vítor Silva.

O presidente da representação regional Norte Fluminense, Fernando Aguiar, apontou a importância da BR 101 para a economia da região.

"Em quase 10 anos de concessão, muitos avanços foram registrados, mas muita coisa também ficou para trás. Portanto, esses encontros ajudam a reforçar a importância da BR 101 para a economia da região e como a duplicação interfere nesse desenvolvimento", apontou Fernando.

O presidente da Comissão Municipal da FIRJAN, Evandro Cunha, reafirmou o compromisso da instituição em cobrar prazos para a realização das obras.

"Precisamos avançar. O projeto é aguardado há anos e Macaé precisa garantir a duplicação da rodovia que é fundamental para a nova dinâmica do mercado do petróleo que começa a se desenhar nesse ano", disse Evandro.
A reunião aconteceu no auditório do Senai Macaé na tarde de ontem.

Autor: Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

Foto: Márcio Siqueira


    Compartilhe:

Tags: política


publicidade